Regiões

Instituto Técnico de Saúde tem disponíveis mais cursos

Estácio Camassete | Huambo

Jornalista

O Instituto Técnico de Saúde do Huambo ministra, no presente ano lectivo, cursos médios de Radiologia e Cardiopneumologia, para aumentar as opções de escolha dos estudantes.

09/09/2022  Última atualização 08H10
Subdirectora pedagógica, Henriqueta Domingos © Fotografia por: Estâcio Camassete | Edições Novembro
Segundo a subdirectora pedagógica do Instituto Técnico de Saúde do Huambo, Henriqueta Domingos, foram matriculados, no presente ano lectivo, 1.447 alunos da 10ª à 13ª classes, 277 dos quais ingressaram pela primeira vez,  400 da 11ª, 334 da 12ª classe e 351 finalistas (13ª), nos cursos de Enfermagem Geral, Análises Clínicas, Estomatologia, Farmácia, Radiologia, Cardiopneumologia e Fisioterapia.  

Informou que, neste ano lectivo, os cursos de Enfermagem Geral e Análises Clínicas vão ser ministrados apenas na 11ª classe, devido à falta de professores de cadeiras técnicas como de Química Analítica e Farmacologia, Estomatologia e Farmácia, ao passo que a especialidade de Fisioterapia está reservada a algumas turmas de pré-finalistas (da 12ª classe).

As aulas são ministradas por 75 professores efectivos, havendo necessidade de, pelo menos, mais 25 novos.

Apontou a falta de espaço e de professores de cadeiras técnicas com factores de desencorajam a abertura de mais cursos, porque a escola de formação de técnicos de saúde no Huambo, inicialmente, foi concebida para 12 cursos e, actualmente, ministra metade.

A escola possui apenas três laboratórios funcionais, nas áreas de Enfermagem Geral, Análises Clínicas e Estomatologia, número insuficiente para garantir as aulas práticas.

A subdirectora destacou as excelentes relações com as instituições de saúde, onde os alunos da 12ª e 13ª classes são encaminhados para cumprir o calendário de estágio curricular.  "Estamos numa escola provisória, concebida para o ensino primário, com oito salas. A nossa escola está a ser construída no bairro Macolocolo, com 16 salas de aula. Quando as obras terminarem, precisaremos de quase 220 funcionários, porque a escola terá vários laboratórios”.

Henriqueta Domingos disse aguardar com muita expectativa pela nova instituição, que poderá aumentar o número de admissão de estudantes, em cada ano lectivo.

O Instituto Técnico de Saúde possui três núcleos de ensino nos municípios do Cachiungo, Ucuma e Bailundo. Os dois primeiros poderão ser desfeitos, assim que a escola definitiva for entregue. O Bailundo vai deixar de depender do referido núcleo, porque ganhou uma escola independente de formação de técnicos de Saúde.

O Instituto Técnicos de Saúde do Huambo, nos últimos cinco anos, formou mais de dois mil enfermeiros de diferentes especialidades.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões