Economia

Instabilidade operacional afecta sector informal

O comércio informal continua a ser uma parte crítica da actividade económica da Namíbia, mas é uma das mais vulneráveis devido à instabilidade operacional e ao apoio instável, declarou uma representante do Governo citada, ontem, pela “Namibia Economist”.

25/11/2022  Última atualização 12H22
Ministra da Indústria e Comércio da Namíbia, Lúcia Iipumbu © Fotografia por: DR

O sector é uma importante fonte de emprego e meios de subsistência para muitos namibianos, a maioria dos quais mulheres, disse a ministra da Indústria e Comércio, Lucia Iipumbu, no lançamento das Orientações Operacionais para o Código de Conduta para a Economia Informal.

O documento orientador destina-se a estabelecer uma estrutura para regular os direitos, obrigações e responsabilidades de todas as partes interessadas na economia informal. "O objectivo final das directrizes operacionais do código de conduta é apoiar o sector informal a ser  empresarial lucrativo”, disse a ministra para definir o documento.

O sector informal da Namíbia é de vital importância, pois emprega cerca de 150 mil pessoas, contribuindo em cerca de 12 por cento para a formação do Produto Interno Bruto (PIB).  "As estimativas do tamanho deste sector, o contributo e composição variam largamente entre regiões e países em todo o mundo. Portanto, estabelecer a natureza e a extensão da economia informal num país é uma necessidade para o desenvolvimento de políticas, estratégias e intervenções sólidas e direccionadas”, disse a ministra, considerando ser importante identificar as lacunas para facilitar a transição do sector informal para a economia dominante.

Lucia Iipumbu disse que o lançamento surge no momento certo, quando o Ministério está a dar grandes passos no desenvolvimento da Política Nacional de Economia Informal.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia