Economia

Iniciada alienação do capital do Estado na Secil Lobito

O Instituto de Gestão de Activos e Participações de Estado (IGAPE) anunciou ter iniciado, sexta-feira(20), um concurso público para a privatização da participação de 49 por cento detida pelo Estado na Secil (Companhia de Cimentos do Lobito), num processo aberto à apresentação de candidaturas até ao dia 30 de Junho.

21/05/2022  Última atualização 11H20
Estado detém cerca de metade do capital da cimenteira © Fotografia por: DR

Em comunicado publicado, ontem, na sua página electrónica, o IGAPE declara que o concurso para a alienação da participação do Estado na cimenteira está aberto a investidores nacionais e estrangeiros, sendo exigida, para a habilitação, uma caução de 20 por cento do valor da oferta, por depósito em dinheiro, carta de garantia bancária ou seguro-caução.

O documento indica que o critério da adjudicação estabelecido para o concurso é o da proposta de maior preço, com as regras a estabelecerem que, no processo de apuramento, a proposta economicamente mais vantajosa será comunicada à administração da empresa, para manifestação de interesse do exercício do direito de preferência.

A cimenteira é detida pelo Estado, através da Encime, e pela Secil Angola, que detém a outra parte do capital. Em Janeiro, a Secil portuguesa declarou estar a ponderar "todas as possibilidades” quanto à intenção do Governo angolano de privatizar a sua participação na companhia do Lobito.

"As empresas accionistas em estreita ligação com o IGAPE, nos termos estatutários, ponderam todas as possibilidades de reconfiguração societária da Secil Lobito, para o que mantêm contactos próximos regulares”, afirmou  empresa lusa.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia