Mundo

Inglaterra propõe julgamento ao talibã

A comunidade internacional deve julgar o regime talibã pelos seus actos e continuar a exercer pressão económica, política e diplomática para evitar que o Afeganistão abrigue terroristas, afirmou, on-tem, o Primeiro-Ministro britânico, Boris Johnson.

07/09/2021  Última atualização 09H20
Liderança talibã não quer liberdade para as mulheres © Fotografia por: DR
Julgaremos o talibã pelos seus actos, não pelas suas palavras, e usaremos todos os meios económicos, políticos e diplomáticos para proteger os nossos próprios países do perigo e para ajudar o povo afegão”, disse, numa declaração na Câmara dos Comuns do Parlamento britânico.

Johnson defendeu que "se o novo regime em Cabul deseja reconhecimento internacional e acesso aos milhares de milhões de dólares actualmente congelados em contas no estrangeiro, então o Reino Unido e seus aliados irão exigir que cumpram a promessa de evitar que o Afeganistão se torne novamente numa incubadora do terrorismo”.

O dirigente britânico en-tende também que a comunidade internacional deve continuar a insistir para que o novo Governo afegão deixe sair do país quem desejar e respeite os direitos das mu-lheres e raparigas no país.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo