Opinião

25/09/2022 Última atualização 08H00
Opinião

O recesso da Gratidão

“Gratidão” é um vocábulo originário do latim, “gratus”, que significa “estar agradecido ou grato”; resume o reconhecimento a quem nos tenha, de algum modo, beneficiado, dado apoio ou prestado ajuda.

25/09/2022 Última atualização 07H59
Opinião

O “apaixonado” da Dádiva

A Dádiva Arminda, 6 anos, é a minha segunda filha, depois da Adelaide de Paula, de 16. Dizem que é o rebento que mais se parece a mim. Depois de um ano lectivo (2021-2022) intermitente, por conta de razões familiares, a Dádiva esteve muito ansiosa para voltar à escola neste ano lectivo. Está a frequentar a primeira classe e parece-me apostada em destacar-se.

25/09/2022 Última atualização 07H58
Opinião

O cego que vê!

Naquele tempo, depois do telejornal da Televisão Popular de Angola, a actual Televisão Pública de Angola, com a mesma sigla TPA, a maioria das famílias reunia-se para acompanhar a telenovela brasileira “Roque Santeiro”, que era exibida no único canal televisivo da época.

25/09/2022 Última atualização 07H56
Opinião

Quando fui a Benguela...

Hoje, de volta ao trabalho, depois das férias, estou a me imaginar sentado numa carteira, numa sala da 4ª classe

25/09/2022 Última atualização 05H40
Opinião

Críticos literários do Século XX: Ernest Emenyonu - IV

A história da interpretação literária e dos sujeitos que a sustentam em África tem sido o tópico que venho propondo há três semanas. Trata-se de uma matéria que continua a suscitar interrogações de leitores e especialistas incrédulos, em todo o mundo.

24/09/2022 Última atualização 06H00
Opinião

Olá senhor campeonato!...

Poderá, seguramente, não ter o mesmo impacto do passado, em que, quando os verdadeiros dérbis, terminassem igualados ou vencidos por um dos contendores, davam lugar à discussões intermináveis, que se prolongavam por dois, três, quatro ou mais dias depois da disputa. Mas é o Girabola, a expressão máxima do nosso futebol, que regressa hoje aos campos, para alegria dos membros da tribo da bola.

24/09/2022 Última atualização 05H40
Opinião

As Linhas Gerais da Economia Angolana de 2022 – 2027

Em sede da cerimónia de investidura de Sua Excelência, o Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço, aquando de seu primeiro discurso como Presidente reeleito da República de Angola, notas sobre a sua visão de Governo foram apresentadas, e, a dimensão económica não ficou em mãos alheias.

24/09/2022 Última atualização 05H45
Opinião

Um Presidente intrépido, uma Angola mais democrática!

investidura de João Lourenço, no dia 15 de Setembro de 2022, na Praça da República,lembrou-me as cerimónias tradicionais em Malanje, fez-me reavivar as entronizaçõesque acontecem entre Reis ou Sobas no Mbanza (Palácio tradicional de Rei ou Soba).

24/09/2022 Última atualização 05H35
Opinião

A maka da criminalidade

O fenómeno da criminalidade constitui uma verdadeira maka na nossa sociedade, tão antiga tanto quanto a humanidade e que, seguramente, continuará a existir no seio dos seres humanos, enquanto houver vida. Exaustivamente estudado sob todas as perspectivas, variando de sociedade em sociedade, o ponto convergente, entre vários possíveis, continua a ser não o da busca de solução para a sua erradicação, mas controlo e mitigação.

23/09/2022 Última atualização 10H54
Opinião

“Abandonados pelos familiares”

O abandono de familiares nos hospitais assume, hoje, contornos graves na nossa sociedade, na medida em que a mesma envolve na maioria dos casos pessoas directamente ligadas por relações de consanguinidade.

23/09/2022 Última atualização 09H15
Opinião

Um país, mil e uma ideias e um jogo de 90 minutos

A V Legislatura já está em andamento. O Presidente da República eleito foi investido e o Executivo está em funções. Os deputados tomaram posse e o público teve notícia do primeiro sinal de refrega política que esta legislatura promete ser.

23/09/2022 Última atualização 09H00
Opinião

A lógica da agricultura familiar em Angola

Desde a independência de Angola, ou melhor, muito antes dela, a terra foi sempre propriedade dos cidadãos, não fosse a Lei n.º 9/04 de 9 de Novembro de Lei de Terras para mudar o facto, não querendo entrar no mérito político ou económico-social das motivações que estiveram na base da criação da Lei supra referida a advoga no seu artigo5.º que “A terra constitui propriedade originária do Estado, integrado no seu domínio privado ou no seu domínio público”, não obstante o que respalda o art.º4 al. e) da mesma Lei.