Opinião

19/10/2022 Última atualização 05H50
Opinião

Os nossos médicos

Diz-se que tudo começa ou invariavelmente passa pela saúde, um activo insubstituível do ser humano, chegando a ser considerado por muitos como a maior riqueza material e até imaterial que as pessoas têm, em condições normais.

19/10/2022 Última atualização 05H45
Opinião

Antropofagia selectiva

Comemoram-se este ano os 100 anos do modernismo brasileiro. Na coluna de hoje, pretendo abordar o conceito de antropofagia, no sentido simbólico-cultural e, concomitantemente, político que lhe atribuiu Oswald de Andrade no seu Manifesto Antropófago (1928).

19/10/2022 Última atualização 05H40
Opinião

A “esquecida” causa palestiniana

Quando se olha para o Médio Oriente, hoje, um dos conflitos que já foi tido como espécie de "mãe de todos os problemas" da região, nomeadamente o conflito israelo-palestiniano, parece uma página virada a qual, só muito forçadamente, se retorna.

18/10/2022 Última atualização 06H10
Opinião

A sinistralidade rodoviária

A sinistralidade rodoviária continua como uma verdadeira praga nas nossas estradas, sobretudo nas interprovinciais, ao ponto de chegarmos a uma situação em que a interrogação simples e directa é: não se está a fazer nada para reverter o quadro de mortes, ferimentos e destruições nas estradas?

18/10/2022 Última atualização 06H05
Opinião

A Área Social sendo socialmente sociável

É notório que o investimento na área social é fundamental independentemente dos ciclos económicos, assim como é hoje amplamente consensual que o desenvolvimento alcançado pelas nações mais prósperas resulta,em larga medida, do investimento no capital humano por via da melhoria dos sistemas de Saúde, Ensino, Habitação e da Protecção Social.

18/10/2022 Última atualização 06H00
Opinião

Prestígio e miséria nas universidades

Há uma semana e meia estava empolgado em ir dar aulas a uma universidade. Não era a primeira vez que fazia uma aproximação a uma delas, mas o resultado foi o mesmo: sendo licenciado e devendo começar na categoria de assistente do 3º escalão, as universidades privadas contactadas pagam quatro mil e quinhentos kwanzas por hora.

17/10/2022 Última atualização 05H10
Opinião

Apoiar a mulher rural

A nível da população de Angola, dos cerca de 30 milhões de habitantes, 52% são mulheres e dessas, 37% estão no meio rural. Oitenta por cento da produção agrícola é assegurada por mulheres, não apenas pelas estatísticas, mas pelo que nos é dado a ver. Quando vamos ao campo, vemos mais mulheres a trabalhar. Então, toda a atenção deve ser dada a essas mulheres, para que produzam”, disse Santa Ernesto, directora nacional para as Políticas Familiares, Igualdade e Equidade do Género, em entrevista recente à Angop.

17/10/2022 Última atualização 05H05
Opinião

Novos paradigmas para o estado da Nação

O modelo de mensagem do estado da Nação está, nestes mais de cinco anos de experiência, muito ligado ao estilo de balanço e lançamento das actividades futuras de cada um dos sectores da actividade. É por isso natural que o Presidente da República se detenha em proposta de ministério a ministério.

17/10/2022 Última atualização 05H00
Opinião

O exemplo do Chiquete

O desempenho da nossa Selecção Nacional de Futebol para Amputados, que voltou ao podium no mundial de futebol, deve orgulhar-nos a todos. Mais do que os resultados, era verdadeiramente admirável a alegria e o brio dos nossos compatriotas em terras turcas, deixando para trás adversários como o Iraque, Brasil, Haiti e Itália, para além de outros, significou um orgulhoso exemplo de superação.

16/10/2022 Última atualização 10H26
Opinião

A ofensa do Tio Zé!

Na década de 90 do século passado, o músico Moniz de Almeida era dos maiores sucessos, com o seu som “Tio Zé”. Na verdade, já não me vem a mente o verdadeiro título da canção, mas não havia rádio ou festa nos bairros em que não se tocasse a referida cassete.

16/10/2022 Última atualização 10H24
Opinião

Quantos dentes tem o dia?

O dia começara tenso, superlativamente agitado para Lwena N. Como se fosse sinal de mau agouro, por incrível que não se parecesse, os galos da vizinhança como se fossem sidoapanhados de surpresa naquele dia de agitação extrema nãomostraram crista alta deaurora nova.De tão tumultuoso que estava o dia, parecia que o verniz de uma guerra fatricida e hedionda estalara de novo na terraque viu o corte cirúrgico do fioumbilical de Lwena N.

16/10/2022 Última atualização 10H23
Opinião

Pseudónimos, alcunhas, charás e outros tantos

Certa vez, um eminente escriba moçambicano questionou a outro, no caso confrade angolana, dos porquês que a maioria dos filhos de Ngola Kiluanje, Muatxiânvua, Mandume, Ekuikui, Ntotelas, Mbindas e outros, utilizam, quase sempre, um pseudónimo para camuflar o nome verdadeiro quando assinam uma obra literária?