Opinião

26/08/2021 Última atualização 05H50
Opinião

Que vença o bom senso

Mandam a razão e a sabedoria que as questões estruturantes da vida da Nação, como são os prazos de entrega à Comissão Nacional Eleitoral (CNE) do ficheiro informático da base de dados dos cidadãos maiores de idade, devem ser tomadas de forma consensual.

26/08/2021 Última atualização 04H55
Opinião

Novo cinema americano e a verdade histórica

Meu irmão mais velho levou-me pela mão ao cinema, que era num armazém na baixa de Nova-Lisboa, hoje Huambo. Andámos uns quilómetros.

26/08/2021 Última atualização 04H55
Opinião

Dividir para aproximar

A divisão de algumas províncias, nas quais vão ser criadas outras, destina-se a combater as assimetrias, aproximando quem as habita dos principais serviços, desde administrativos aos de saúde, passando pelos demais, de que é exemplo o ensino.

25/08/2021 Última atualização 06H40
Opinião

Os engenhos explosivos

A morte de duas crianças, na sequência da explosão de um morteiro de 60 mm, na aldeia Terra Nova, comuna do Massangano, município de Cambambe, no Cuanza-Norte, traz à memória sequelas do conflito armado, necessidade de reflexão sobre os meios bélicos em locais incertos e a urgência de uma estratégia para continuar a lidar com situações semelhantes.

25/08/2021 Última atualização 05H55
Opinião

Inovações educativas para adaptação e gestão da mudança

A Educação da pessoa como um todo – corpo, sentimentos, intelecto e espírito – longe de ser um luxo, uma extravagância ou um investimento supérfluo, corresponde a uma necessidade urgente para os novos tempos e a maior esperança para a adaptação das actuais e novas gerações a um mundo globalizado.

25/08/2021 Última atualização 05H45
Opinião

As meninas de Cabul

Apesar de achá-la necessária e acertada, não partilho da estupidez de exultar de maneira acrítica com a saída americana do Afeganistão, considerando-a uma “derrota do imperialismo”, e muito menos me alegra o que, previsivelmente, poderá acontecer nesse país sob o domínio dos talibãs, sobretudo, mas não só, o destino imediato das mulheres afegãs.

24/08/2021 Última atualização 09H55
Opinião

O ambiente político

O ambiente político ficou marcado, nas últimas semanas, por intervenções e posicionamentos que, em determinado sentido, acabou por ficar descondensado com as declarações do Presidente da República, João Lourenço, à margem da visita efectuada às futuras instalações da Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

24/08/2021 Última atualização 09H55
Opinião

Um apelo (in)consciente à precariedade

Nos últimos tempos, passou a ser comum para os entes públicos e até privados, quando confrontados com questões sobre a empregabilidade em Angola e sobre as políticas públicas para fomentar o emprego, consciente ou inconscientemente, as respostas não variam em torno do que já virou moda, a saber: as pessoas têm que empreender.

24/08/2021 Última atualização 09H55
Opinião

As eleições gerais de 2022 e a gestão das artes e da cultura

Gostaria de saber qual é a visão sobre as artes e sobre a gestão cultural de cada partido político que vai concorrer às eleições gerais de 2022, em Angola?

23/08/2021 Última atualização 07H30
Opinião

O valor do respeito

“Respeitar os mais velhos, apoiar as crianças, mulheres e pessoas com deficiência é uma atitude nobre”, assim diz a mensagem do Mi-nistério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (MASFAMU), divulgada através das operadoras de telefonia móvel e que visa, entre outros objectivos, moralizar a sociedade.

23/08/2021 Última atualização 07H30
Opinião

A democracia como refém das redes sociais

Quando estamos a um ano das eleições gerais, não há dúvidas de que a Internet vai ser um dos principais actores do processo eleitoral. A esta altura, a Internet já tem parte das responsabilidades pelo clima de insegurança e polarização que se vive. Parte porque a discussão aqui é se a Internet é causa ou consequência da falta de informação crível e da rápida acção de denúncia e desmentido das inverdades.

23/08/2021 Última atualização 07H30
Opinião

Populismo barulhento

Estamos a pouco menos de um ano das próximas eleições gerais em Angola e já é notório o aumento da temperatura do clima político por estes dias, na medida em que os vários partidos políticos têm vindo a desdobrar-se em várias acções e iniciativas que visam condicionar os seus adversários.