Economia

Incêndio destrói 14 mil toneladas de pescado

O incêndio no navio pesqueiro espanhol “Figaro”, na segunda-feira, 20 milhas a Norte do Lobito, destruiu 14 mil toneladas de pescado, informou à imprensa o responsável da Capitania do Porto.

24/10/2020  Última atualização 15H15
Capitão do Porto do Lobito anuncia danos no “Figaro” © Fotografia por: Angop
"Nos porões da embarcação existem mais de 14 mil toneladas de peixe que terão sido destruídas pelas chamas”, revelou o capitão Henrique Pedro, para quem o navio não constitui perigo à navegação, pois está sob a supervisão do outro pesqueiro, o Folias, com a devida sinalização, enquanto se trabalha na extinção total do fogo.

"Por uma questão de precaução, o navio foi afastado para 17 milhas da costa por outro navio pesqueiro, para mantê-lo a flutuar enquanto esperamos pela chegada de um rebocador com  capacidade de extinguir todos os focos que ainda existem no "Fígaro”, para depois subir ao estaleiro e submetê-lo à reparação”, apontou.
O Jornal de Angola soube de Henrique Pedro que o "Fígaro”, de pavilhão espanhol, com a matrícula 3-BI-4-224, para além de produtos lubrificantes, tem a bordo 380 mil litros de combustível.

Na altura em que o fogo deflagrou, estavam a bordo 30 tripulantes, 16 de nacionalidade angolana, cinco senegaleses, igual número de espanhóis, três peruanos e um ganense, que foram prontamente socorridos pelos serviços da Capitania do Porto do Lobito.
O inquérito para apurar os reais motivos do incêndio que provocou a destruição da sala do comando e do convés prossegue.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia