Sociedade

INALUD defende criação de centro na Lunda-Norte 

Armando Sapalo | Dundo

Jornalista

O Instituto Nacional de Luta Anti-Drogas (INALUD) defendeu, terça-feira(29), a instalação de uma “Casa Dia” no Dundo, província da Lunda-Norte, para atender a casos de desintoxicação, tratamento, acompanhamento e reinserção social dos toxicodependentes, por via de acções psicoterapêuticas. 

30/11/2022  Última atualização 10H31
Luta Anti-Drogas © Fotografia por: Arquivo
O coordenador da Unidade de Intervenção local do INALUD, na Lunda-Norte, Manuel Borges, considerou, ontem, que a criação do centro vai permitir que a assistência aos cidadãos que lutam contra a   toxicodependência seja mais eficiente. 

Realçou, igualmente, que o centro vai ajudar no desenvolvimento de actividades socialmente úteis, com a inclusão de iniciativas de artes e ofícios, no quadro da formação técnico-profissional dos pacientes. 

O responsável do INALUD ressaltou a importância de que se reveste a criação dos referidos serviços, tendo em conta o aumento do número de pessoas que consume drogas e álcool. 

Para o ambicioso projecto, que visa, fundamentalmente, reforçar o combate cerrado contra as drogas e as toxicodependências que tanto mal fazem à saúde humana, o INALUD necessita apenas de instalações para a sua materialização.  Manuel Borges acrescentou que a unidade pode, também, atender cidadãos de outras províncias, sobretudo, os da região Leste. 

Por isso, avançou que a direcção-geral do INALUD endereçou uma carta às estruturas centrais da Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas (FAA), para a cedência, em regime de arrendamento, das antigas instalações deste organismo, localizadas no Distrito Urbano do Dundo, para servirem de unidade de desintoxicação, tratamento e reinserção social dos toxicodependentes. 

A "Casa Dia”, sublinhou, privilegia a reabilitação e reinserção social dos toxicodependentes mediante actividades produtivas, incluindo a agricultura, para se evitar a exclusão. 

O INALUD defende a necessidade de uma cooperação multidisciplinar indispensável à implementação dos projectos da instituição, para a reabilitação dos toxicodependentes, uma patologia decorrente da falta de afecto e auto-estima, bem como sobre a instalação de uma "Casa Dia”, no modelo da Cidade de Jerusalém (Israel). 

Manuel Borges garantiu que, a par do espaço para o centro de acompanhamento, estão em curso contactos junto do Governo da Lunda-Norte, com vista à concessão de uma área para a exploração agro-pecuária e instalação dos projectos de artes e ofícios, como serviços integrados à "Casa Dia”. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade