Sociedade

Identificação arrecada 50 milhões de kwanzas

Venâncio Victor | Malanje

Jornalista

Pelo menos, 51 milhões de kwanzas foram arrecadados pelos Serviços de Identificação Civil e Criminal na província de Malanje, no decurso do ano de 2021.

16/01/2022  Última atualização 08H30
© Fotografia por: DR
A informação foi prestada pelo chefe em exercício do departamento provincial de identificação civil, Pedro Coelho, referindo que os valores arrecadados resultam da renovação e averbamento de bilhetes. O responsável lembrou que a emissão do Bilhete de Identidade (BI) pela primeira vez é um processo gratuito, porém, para a renovação pagam-se 450 kwanzas e para a obtenção da segunda via o custo corresponde a 3.828 kwanzas.

Pedro Coelho informou ainda que 8.435 BI emitidos no ano passado, aguardam por levantamento dos proprietários. Entretanto, a referida instituição fixou o prazo de seis meses, para que os requerentes procedam ao levantamento dos bilhetes, que há muito se encontram no Departamento de Identificação Civil e Criminal. Findo o prazo, os visados serão obrigados a pedir a segunda via.

Pedro Coelho explicou que uma das causas da permanência dos BI’s nos Serviços de Identificação, está relacionada com a chegada tardia dos bilhetes à provincial. "Quando os requerentes solicitam o documento no dia não marcado e não encontram, regressam a procedência e outros, por não residirem na cidade de Malanje, não voltam cedo”, observou.    

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade