Regiões

HUAMBO: SIC detém 37 acusados de vandalizar bens públicos

Marcelino Wambo | Huambo

Jornalista

Trinta e sete indivíduos, acusados de vandalizar bens públicos (roubo de painéis solares, cabos eléctricos, contadores de água e outros equipamentos), com auxílio de armas de fogo, foram detidos no Huambo, na semana finda, pelo Serviço de Investigação Criminal.

17/11/2021  Última atualização 09H00
Serviço de Investigação Criminal © Fotografia por: DR
O chefe provincial de Comunicação Institucional e Imprensa do Serviço de Investigação Criminal, sub-chefe de Investigação Criminal Miguel Calembe, garantiu, terça-feira (16), que a Polícia não vai tolerar cidadãos que insistirem na prática de vandalização de bens públicos, por causarem grandes prejuízos ao Estado e à população.

Defendeu a criação de comissões de moradores a nível das comunidades, para que se possa prevenir a vandalização de bens públicos, com realce para os dos projectos de combate à fome e à pobreza e do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios.

Miguel Calembe disse ser altura do Ministério da Justiça, Serviços de Investigação Criminal e Tribunais decretarem tolerância zero aos cidadãos que, de forma intencional, praticarem actos de vandalização de bens patrimoniais do Estado.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões