Regiões

Huambo: 250 mil famílias camponesas inseridas na campanha agrícola

Adolfo Mundombe/Huambo

Jornalista

Um total de 700 mil hectares de terra está a ser preparado para o cultivo na província do Huambo, para a presente campanha agrícola, que envolve 250 mil famílias camponesas, a quem serão distribuídas 31 toneladas de fertilizantes.

12/10/2020  Última atualização 20H52
Arão Martins | Edições Novembro |Huíla © Fotografia por: Agricultores agrupados em cooperativas e associações já começaram a cultivar algumas parcelas dos hectares programados

No lançamento da campanha agrícola, realizada, sábado, no município do Longonjo, a governadora provincial disse que a agricultura familiar no país representa 80 por cento da produção de alimentos produzidos no campo e consumidos em todo o território nacional.

Lotti Nolika recordou que o Governo angolano está apostado no fomento da agricultura familiar, com vista à melhoria das condições de vida dos camponeses, no âmbito do Programa de Combate à Pobreza. “Estamos a lançar as primeiras sementes para o início da campanha agrícola, pelo que apelamos às famílias camponesas a prepararem bem a terra para termos boa colheita”, disse a governante.

A governadora reconheceu que o atraso no fornecimento de fertilizantes tem provocado transtornos na preparação da terra. “Por isso, apelamos aos agricultores para a resiliência no processo de produção, visto que o país enfrenta momentos difíceis devido à pandemia da Covid-19. Mas posso garantir que esta situação será ultrapassada em função das estratégias gizadas pelo Executivo angolano”, asseverou.

Na ocasião, Lotti Nolika procedeu à entrega de inputs agrícolas, adubos, charruas, catanas e enxadas a 100 famílias camponesas organizadas em cooperativas na aldeia de Lukamba, município do Longonjo. A governante entregou ainda pintos para o fomento da avicultura nas 25 famílias, no âmbito do Programa “Osangi Vimbo”, termo umbundu que significa “galinha na aldeia”.

 

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões