Regiões

Hospital do Luena tem falta de sangue

José Rufino | Luena

Jornalista

A falta de sangue no Hospital Geral do Moxico, desde Fevereiro do ano em curso, dificulta o atendimento de pacientes com necessidades de transfusão, disse, este domingo, ao Jornal de Angola, o chefe do banco dos Serviços de Hemoterapia.

18/04/2022  Última atualização 11H50
© Fotografia por: DR

Cândido Daniel afirmou que, diariamente, o Banco de Sangue recebe, em média, 20 solicitações de transfusão, com maior destaque para o Banco de Urgência da Pediatria.

"A última vez que o hospital beneficiou de uma doação de sangue foi em Fevereiro, através de fiéis da Igreja Josafat. "Temos nos deparado com algumas situações difíceis, quando somos confrontados com necessidade de sangue, tendo em conta que, em determinadas situações, o grupo sanguíneo dos familiares não é compatível com o do doente”, referiu.

Cândido Daniel sublinhou que o grupo sanguíneo mais solicitado é o O positivo, acrescentando que, além da Pediatria, onde é feito o maior número de transfusões, o Banco de Sangue do Hospital Geral atende a área de Hemodiálise, Medicina e Ortopedia.

António Matabicho, presidente da Associação Provincial de Dadores de Sangue, disse que, de 2008 a 2016, estavam controlados 4.388 dadores, mas, por falta de apoio, o número ficou reduzido para 1.534, dos quais apenas 534 doam com regularidade. 


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões