Sociedade

Hospital de Bula Atumba fica concluído este ano

José Bule|Bengo

Jornalista

Os trabalhos de construção e apetrechamento do Hospital Regional de Bula Atumba, na província do Bengo, avaliados em dois mil milhões e 16 milhões de kwanzas, no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), ficam concluídos este ano, garantiu a governadora provincial.

26/01/2022  Última atualização 08H32
© Fotografia por: EDMUNDO EUCÍLIO
Segundo Mara Quiosa, que visitou recentemente as obras daquela que poderá ser uma das maiores unidades sanitárias da província do Bengo, o Hospital Regional de Bula Atumba, devido à sua localização geográfica, vai beneficiar mais de 25 mil habitantes da região do triângulo (Dembos, Pango Aluquém e Bula Atumba), incluindo os das localidades vizinhas que pertencem à província do Cuanza-Norte.


Quando as obras ficarem concluídas, o Hospital Regional de Bula Atumba vai oferecer serviços de medicina geral, cirurgia, oftalmologia, hemoterapia, ortopedia, pediatria, maternidade, estomatologia, Raio-X, otorrino, urologia, imagiologia, análises clínicas, farmácia, entre outros.

"Estamos satisfeitos com o que verificamos. Esta é das mais importantes obras da nossa província, inseridas no PIIM, não apenas pelas suas dimensões, mas também pelas suas valências, porque trata-se de um hospital regional, que vai comportar vários serviços de saúde”, referiu a governadora.


Acrescentou que as obras, a cargo da Medinvest, cujo nível de execução financeira é de 30 por cento, já atingiram mais de 60 por cento de execução física. "É uma unidade grande, com capacidade para internar mais de 200 doentes, que deve ficar concluída ainda dentro desse exercício económico”, sublinhou.


Mara Quiosa deu a conhecer que, em relação às prioridades definidas pelo Governo Provincial do Bengo, o sector da Saúde tem merecido especial atenção, porque o objectivo é melhorar a oferta, em termos de infra-estruturas hospitalares, para garantir um serviço de qualidade.


O engenheiro Osvaldo Paulo, que fiscaliza as obras pela SINTEC, adiantou que os trabalhos, que arrancaram em Julho de 2021, devem ficar concluídos em Março do presente ano.


"Já se nota um avanço significativo da obra. Os trabalhos de instalação eléctrica estão concluídos, paredes erguidas e tecto falso aplicado. Também já fizemos a pintura da parte exterior. Realizamos acções de jardinagem e vários serviços de maquinaria. Acreditamos que, até Março deste ano, teremos as obras concluídas, para depois entrarmos na fase final do apetrechamento”, garantiu.


Segundo Osvaldo Paulo, nesta altura só falta fazer alguns serviços relacionados aos equipamentos de ar-condicionado e trabalhos mínimos de canalização. "As obras deste hospital só não ficaram concluídas, em Dezembro do ano passado, devido às fortes chuvas que não param de cair sobre a região”, justificou.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade