Mundo

Homem mata devido ao consumo de electricidade

Um homem, no estado norte-americano da Flórida, rendeu-se às autoridades depois de um ataque de "raiva" no domingo, no qual matou a ex-mulher e o enteado porque estes mantinham as luzes da sua casa ligadas.

23/09/2022  Última atualização 06H05
© Fotografia por: DR

O casal Michael D. Williams e Marsha Ebanks-Williams estava separado no papel, desde Junho, depois de um casamento de dez anos, mas continuavam a morar juntos enquanto preparavam a venda da casa e a comunhão de bens.

A polícia do condado de Volusia conta, citada pela ABC News, que foi o próprio Michael, com 47 anos, que contactou as autoridades por volta das 20h, para dizer à polícia que tinha disparado sobre as vítimas como "autodefesa", na sua casa em DeLand, na Flórida.

O atirador foi detido no domingo à noite, quando os polícias chegaram à sua casa e encontraram Williams sentado no carro, estacionado em frente à habitação. O homem rendeu-se e, no interior, as autoridades encontraram Marsha, de 48 anos, e Robert Adams, o enteado de 28 anos, mortos a tiro.

Os polícias também encontraram os dois filhos de Robert Adams, duas crianças de cinco e seis anos, que estariam a visitar o pai e poderão ter visto a cena de violência.

A causa para o tiroteio foi, para surpresa dos agentes, a electricidade. Segundo o vice-xerife do condado de Volusia, Brian Henderson, numa conferência citada pela ABC News, Williams contou aos detectives que, quando chegou a casa, começou uma discussão com a ex-mulher sobre o uso da  electricidade.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo