Regiões

Habitantes do Seque ganham nova escola

José Rufino | Luena

Jornalista

Alunos do bairro Seque, município do Leua, na província do Moxico, contam com uma nova escola para o ensino primário, com sete salas de aula, inaugurado pelo vice-governador para o Sector Técnico e Infra-estrutura, Wilson Augusto, no quadro do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

29/07/2022  Última atualização 09H55
Mais salas de aula no Leua © Fotografia por: DR

A nova escola, com obras orçadas em 183 milhões de kwanzas, vai fazer com que muitas crianças deixem de ir ao bairro Luculo para estudar, bem como permitir a entrada de 630 novos alunos, no próximo ano lectivo.

Segundo o vice-governador, o bairro Seque tem agora 25 escolas, das quais 21 do ensino primário. 

"Sabemos das várias dificuldades e temos a obrigação de resolver, aos  poucos, os problemas, para garantir o bem-estar social e económico da população”, disse Wilson Augusto, acrescentando que a preocupação do Governo Provincial é a melhoria da qualidade de vida da população.

 Carências no sector

O director do Gabinete Municipal da Educação, Inácio Eduardo, disse que as aulas são ministradas por 243 professores, insuficientes para atender o número elevado de escolas, que estão a ser construídas nos últimos anos. "Precisamos de, pelo menos, mais 120 novos professores”.

No ano lectivo findo, informou, foram matriculados, em todos os níveis de ensino, 10.250 alunos, enquanto 860 ficaram fora do sistema de ensino. "Este ano prevemos matricular 11 mil alunos”. 

O regedor do Leua, Abel  Samanhonga, aproveitou a ocasião para solicitar às autoridades a construção de um posto de saúde, para evitar a deslocação de doentes à sede do município”. 

De referir que no município do Leua foram inscritos 14 projectos do PIIM, dos quais nove já foram inaugurados e cinco estão em execução.

  

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões