Regiões

Habitantes do Calai inquietos com leões

Carlos Paulino | Menongue

Jornalista

Os habitantes do município do Calai, a 500 quilómetros da cidade de Menongue, província do Cuando Cubango, estão preocupados, devido aos constantes ataques de leões, que desde o dia 28 do mês, passado já devoraram seis cabeças de gado bovino.

12/06/2024  Última atualização 09H12
© Fotografia por: DR

As invasões dos leões aconteceram até agora nas localidades de Nauyoma e Kafulo, a 15 quilómetros da sede municipal do Calai, assim como na aldeia de Siwediva, que fica a 39 quilómetros.

O porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros explicou que a situação tem sido preocupante, pois no ano passado registaram a morte de dois cidadãos nos municípios do Calai e Dirico, atacados por leões.

Albano Cutarica disse que para se evitar mais mortes tanto de pessoas como de gado bovino, a instituição em coordenação com as autoridades tradicionais, está engajada na criação de medidas urgentes que visam a protecção e prevenção destes e outros animais selvagens.

Os municípios do Calai, Cuangar, Dirico, Mavinga e Rivungo, recordou, registam um elevado número de animais selvagens, sobretudo de leões, onças e hienas que nos últimos meses têm estado a abandonar o habitat á procura de alimentos próximo das residências da populaçãos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões