Mundo

Grupos armados raptam crianças

Dezenas de crianças foram, ontem, raptadas por homens armados numa escola muçulmana no centro-norte da Nigéria, num ataque que matou uma pessoa e feriu outra, o último de uma vaga de eventos semelhantes que cresce no país.

03/06/2021  Última atualização 06H00
Grupos armados raptam crianças © Fotografia por: DR
Segundo agência Efe, o número exacto de crianças raptadas não era ainda claro ontem de manhã, mas cerca de 200 estavam na escola Salihu Tanko, no estado do Níger, na altura do ataque.

Muitas crianças conseguiram escapar, mas os raptores "levaram mais de 100 estudantes e deixaram aqueles que consideravam demasiados pequenos, os de 4 a 12 anos”, disse um funcionário da escola. As autoridades locais anunciaram o rapto na rede social Twitter e indicaram que o número de crianças raptadas era "ainda incerto”.

Os raptores "libertaram 11 crianças, que eram demasiadas pequenas para andar”, disseram também as autoridades, considerando "infeliz” o ataque.
O governador local, Sani Bello, apelou "às agências de segurança para que devolvessem as crianças o mais depressa possível”. Um porta-voz da polícia, Wasiu Abiodun, indicou que os atacantes chegaram numa mota e começaram a disparar, matando um residente, e ferindo outro, antes de raptarem as crianças.

O novo rapto massivo de crianças no país ocorreu dois dias depois da libertação de 14 estudantes no estado de Kaduna (Norte da Nigéria), após 40 dias de detenção.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo