Cultura

Grupo “Os Picantes” do Huambo lançaram o álbum “A crise no lar”

Estácio Camassete | Huambo

Jornalista

O grupo musical “Os Picantes”, vencedor da última edição do Top dos Mais Queridos, acaba de colocar no mercado discográfico nacional o seu mais recente disco “A crise no lar”, cuja sessão de venda e assinatura de autógrafos realizou-se no último fim-de-semana, no Jardim da Cultura, na cidade do Huambo.

22/12/2021  Última atualização 07H35
Grupo musical “Os Picantes”, © Fotografia por: DR
A obra, com 16 temas, cantadas em português e umbundu, nos estilos de kuduro e afro house tradicional, foi comercializada ao preço de 1.500 kwanzas, segundo avançou Agostinho Carlos "Moroty”, o responsável do grupo.

O quarteto, para além do disco, está a vender ‘pen-drive’ e cartões de memória com as músicas, para facilitar que maior número de pessoas tenha acesso e não havendo necessidade de usar o disco, tratando-se de uma estratégia para que haja possibilidade de se divulgar a música em todos os pontos do país.

"É um terceiro álbum que começou a ser preparado em 2019. Foi uma luta e queríamos aproveitar esta fase, pós Top dos Mais Queridos, para aproveitar vender e promover o nosso disco junto dos fãs que estavam a pedir”, disse "Moroty”

Numa primeira fase estão disponíveis dois mil exemplares do disco gravado e editado nos estúdios Edinho Power e Chikilson Produções, na província do Huambo, e masterizada no estúdio do DJ Mania, em Luanda.
"Esperamos que as vendas tenham muitos sucessos e permitir que haja reedição da obra, porque está a se registar muita procura e estamos a receber ligações de solicitações de muitas províncias”.

As mensagens das suas músicas apelam para além do amor ao próximo, buscam o retrato do dia-a-dia das populações e invocam fortemente o combate contra a delinquência, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas no seio da juventude e outros males que assolam a sociedade.

O grupo já vendeu o disco nas províncias de Luanda, Cuando Cubango, Cuanza-Norte e tem agendado deslocações no interior da província do Huambo e nas províncias de Benguela e Bié para promover as vendas em todo país.

O grupo Picantes, integrado por Agostinho Carlos "Moroty Produções”, Agostinho Epalanga "Chefe Escorrega”, Albino Hossi "Jobiloy” e Chikilson do Gueto, foi fundado em 2008, no bairro da Santa Teresa, no sector Bandeira, Benfica. Na altura, era composto por cinco pessoas, que animavam as tardes de sábados e domingos, com música e dança de estilo kuduro.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura