Desporto

Grupo Mclaren chega a acordo de patrocínio com o Banco do Bahrain

O Grupo McLaren chegou a acordo com o Banco Nacional do Bahrain para a concessão de empréstimo no valor de 150 milhões de dólares (cerca de 133,3 milhões de euros!), que resolve os problemas imediatos de liquidez do consórcio britânico proprietário da equipa homónima que ‘acelera’ no Mundial de Fórmula 1, cujo campeonato regressa à acção domingo, 5 de Julho, no Red Bull Ring, na Áustria.

01/07/2020  Última atualização 20H54
DR

A companhia baseada em Woking, Inglaterra, ‘abanou’ com o impacto da pandemia da Covid-19, que parou tanto a produção como o comércio de carros super-desportivos, e encontrava-se à beira da insolvência, depois do bloqueio dos credores às tentativas de refinanciamento com as vendas de colecção de automóveis e propriedades.

A McLaren ‘contra-atacou’ com acção na justiça, mas o ‘socorro’ da instituição bancária ‘salvou-a’! O Banco Nacional do Bahrain é participado por um fundo soberano que detém 56% do capital accionista do consórcio britânico. Zak Brown, director da equipa, revelou a informação: “problemas resolvidos! A Covid-19 obrigou-nos a parar tudo, mas este empréstimo permite-nos o regresso confiante à actividade», disse o norte-americano.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto