Sociedade

GPL rescinde contrato com operadoras de limpeza

O Governo da Província de Luanda (GPL) fez saber esta terça-feira (12) que rescindiu contratos com as operadoras de limpeza e saneamento básico Jump Business Lda e Multilimpezas Lda, por incapacidade de acção.

12/10/2021  Última atualização 16H54
© Fotografia por: DR

As referidas operadoras faziam parte do grupo de sete contratadas pelo GPL, em Março do ano em curso, em substituição das anteriores cujos contratos haviam sido rescindidos.

O director do Gabinete Jurídico do GPL, Estêvão Hilário, disse que as duas empresas que cuidavam da limpeza dos municípios de Belas e de Cacuaco mostraram-se incapazes de levar acabo a missão que lhes cabia.

"O processo de limpeza nos dois municípios ficará a cargo da Elisal, que tem, igualmente, a responsabilidade dos municípios de Luanda e do Cazenga", avançou Esteves Hilário citado pela Angop.

Luanda conta, igualmente, com as operadoras ER-Sol (Icolo e Bengo), Sambiente (Quiçama e Viana), Chay Chay (Kilamba Kiaxi) e o Consórcio Dassala/Envirobac (Talatona).

A capital do país produz, diariamente, pelo menos seis mil 800 toneladas de resíduos sólidos, que eram recolhidos, até 2020, por seis operadoras de limpeza.  

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade