Sociedade

Governo recomenda aumento de transportes públicos em Luanda

Alberto Quiluta

Jornalista

A governadora da província de Luanda orientou aos responsáveis das empresas de transportes públicos que operam na cidade capital, a colocarem mais meios em circulação.

14/01/2022  Última atualização 08H35
Ricardo D’Abreu e Ana Paula de Carvalho no encontro com operadoras © Fotografia por: João Gomes | Edições Novembro
No encontro com representantes de empresas  de transporte público que operam em Luanda, no qual participou o ministro dos Transportes, Ricardo D'Abreu,  Ana Paula de Carvalho afirmou  que "não há necessidade das operadoras guardarem os meios atribuídos pelo Ministério dos Transportes, em parceria com o Governo Provincial de Luanda”, sublinhando que  é "preciso colocá-los em circulação, para acabar com as enchentes nas paragens”.

A governadora espera que as operadoras tenham uma maior capacidade de resposta face às dificuldades actuais, atendendo aos meios disponibilizados pelo Estado.

O presidente da Macon Transportes, Luís Máquina, comprometeu-se a aumentar os meios nas vias para facilitar a mobilidade.  
O presidente do Conselho de Administração da TCUL (Transporte Colectivo Urbano de Luanda) disse que a empresa opera abaixo de 50 por cento, justificando que a frota é muito reduzida, apesar de ter 15 autocarros articulados em bom estado.

Catarino César lamentou o facto de alguns indivíduos   estarem a vandalizar os meios da TCUL. "Diariamente, são vandalizados entre três a cinco autocarros”, indicou.


Distribuídos 1.239 autocarros no país

O ministro dos Transportes, Ricardo D’Abreu, disse que de 2019 a 2021 foram distribuídos, a nível nacional, 1.239 autocarros, dos quais 489 ficaram na capital.

Durante o encontro,  Ricardo de D’Abreu informou que o Ministério dos Transportes  está muito preocupada com a mobilidade urbana.

O ministro afirmou que o Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018-2022, implementado a nível nacional, reflecte, também, o "Plano de Transportes Públicos”, que tem como objectivo o aumento da  frota de transportes públicos em todo o país.
"A frota de transportes públicos para a capital e o país, no geral, será aumentada este ano”, disse.

O Ministério dos Transportes conseguiu instalar, em todo o país, os Centros de Controlo Operacional, que devem acompanhar o desempenho dos transportes públicos em todas províncias. Explicou que os centros vão ajudar a monitorar  como as empresas utilizam os meios distribuídos.

O governante disse estar em  fase de finalização o sistema do Bilhete Integrado, a ser lançado dentro em breve, acrescentando  que a introdução do passe regular, designado "Título Único de Transporte”, vai permitir aos passageiros circular em qualquer operadora.

Ricardo D’Abreu explicou que o Bilhete Integrado vai ajudar as operadoras a fazerem  melhor controlo das receitas, por via dos meios electrónicos, e assegurar maior justiça nos pagamentos dos subsídios ao Estado.


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade