Mundo

Governo da RCA declara “cessar-fogo unilateral”

O Presidente da República Centro-Africana (RCA), Faustin-Archange Touadéra, declarou, ontem, um “cessar-fogo unilateral” do Exército e aliados (Rússia e Rwanda) na luta contra a rebelião armada, para promover a abertura de um diálogo nacional.

16/10/2021  Última atualização 06H10
Presidente da RCA destaca papel da Conferência dos Grandes Lagos © Fotografia por: DR
"Vim anunciar-vos esta noite o fim das operações militares e de toda a acção armada em todo o território nacional, a partir de hoje,  à meia-noite”, anunciou o Presidente centro-africano na rádio estatal.

"O cessar-fogo unilateral imediato é uma demonstração da minha firme determinação em favorecer a via do diálogo”, acrescentou o Chefe de Estado.

Faustin-Archange Touadéra exortou a comunidade internacional a acompanhar o Governo na implementação do roteiro conjunto de paz de Luanda.

Os Chefes de Estado e de Governo da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRG), liderada pelo Presidente João Lourenço, iniciaram um roteiro conjunto para a paz na República Centro-Africana, que foi adoptado, na mini-Cimeira de 16 de Setembro de 2021, em Luanda.

De acordo com este roteiro conjunto, os principais líderes das forças da Coligação de Patriotas pela Mudança (CPC), com excepção de Nourredine Adam e Ali Darassa, respectivamente líderes do FPRC e do UPC, assinaram o compromisso de cessar toda a acção armada em todo o território nacional.

Faustin-Archange  Touadéra sublinhou que o cessar-fogo imediato não impede o exercício, pelas forças de segurança, das  missões de soberania, em particular a manutenção da ordem pública e o restabelecimento da autoridade do Estado em todo o país.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo