Sociedade

Governador de Luanda destaca o papel das igrejas na moralização da sociedade

Nilza Massango

O papel da Igreja na moralização da sociedade, onde tem actuado como parceiro do Executivo em vários projectos, foi enaltecido pelo governador de Luanda, numa visita efectuada, esse domingo, à Igreja Tocoísta.

28/11/2022  Última atualização 08H19
Manuel Homem lançou a primeira pedra para a construção do Instituto Médio Politécnico da Igreja Tocoísta © Fotografia por: Rafael Tati | EDIÇÕES NOVEMBRO

Manuel Homem, disse esse domingo, que está ciente das dificuldades vividas pelos cidadãos no domínio social, com realce para as áreas da Saúde, Educação e desemprego. Depois de visitar o complexo missionário Tocoísta, no município do Kilamba Kiaxi, onde por convite da instituição religiosa, lançou a primeira pedra para a construção de um Instituto Médio Politécnico, Manuel Homem participou do culto e lembrou aos fiéis sobre a preocupação do Presidente da República, João Lourenço, em resolver a situação difícil existente em determinados níveis da sociedade. 

Com a construção do Instituto Tocoísta, numa área de seis mil metros quadrados, com previsão para 48 salas e albergar mais de quatro mil estudantes em três turnos, um benefício ao município que carece de salas de aula, Manuel Homem acredita que esteja a ser reiterado o papel da igreja na resolução dos problemas sociais de Luanda. 

"Trata-se de uma obra de realce. A igreja, além da acção principal de evangelizar, tem procurado se destacar, também, no domínio social, como parceira do Executivo na moralização da sociedade, no resgate dos valores morais, cívicos e culturais, através de acções de caridade e solidariedade juntos das comunidades”, afirmou.

O governante aproveitou a ocasião e pediu aos integrantes da Igreja para continuarem a dar o contributo na materialização das acções e projectos constantes do programa que visam melhorar a província.

"É preciso reconhecer o apoio da Igreja, sobretudo no domínio da saúde, limpeza e saneamento básico, nas ajudas com bens diversos às famílias carenciadas de Luanda. Por isso, reconhecemos a Igreja Tocoísta, enquanto instituição motivadora da paz, concórdia, solidariedade e humanismo”, frisou, além de relembrar o contributo desta na luta de Libertação Nacional, na consolidação da independência e na reconciliação nacional. 

 

Solicitações

O bispo da Igreja Tocoísta, Dom Afonso Nunes, pediu ao governador de Luanda para ter particular atenção à reabilitação da via por trás do templo, denominada Rua da Macon.

Em resposta, Manuel Homem afirmou que a solicitação ser já parte de um projecto inscrito no Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), aguardando apenas a materialização. "É uma obra que responde às expectativas da comunidade. Só resta garantir a execução o mais rápido possível”. 

  Uma palavra da igreja 

Numa altura em que a igreja Simão Toco comemorava o Dia do Pastor, o Bispo Afonso Nunes, aproveitou a ocasião para apelar às boas práticas, além de referir que o trabalho de dissuadir, principalmente os jovens, para afastarem-se da criminalidade e vandalização de bens públicos, uma "moda” actualmente, não ser só da polícia, mas também da igreja, cuja missão inclui a sensibilização e consciencialização das comunidades.

Das várias preocupações apresentadas ao governador, o bispo destacou o problema das ruas do município do Kilamba Kiaxi algumas intransitáveis, assim como a melhoria do acesso à energia e água. Sobre a construção da nova instalação de ensino da igreja, Afonso Nunes referiu que ser mais um projecto que, de alguma forma, vai ajudar na carência existente  em termos de infra-estruturas de educação, por ainda terem muitos jovens fora do sistema de ensino. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade