Regiões

Governador anuncia a construção de mais um hospital de referência

A rede sanitária da província do Cuanza-Norte vai ser reforçada com a construção de um novo hospital provincial de referência, que vai ser construído no município do Cazengo (Ndalatando), cuja primeira pedra é lançada no princípio de 2020, anunciou ontem o governador provincial, Adriano Mendes de Carvalho.

28/12/2019  Última atualização 16H54
Nilo Mateus | Edições Novembro | Ndalatando © Fotografia por: Adriano Mendes de Carvalho apresentou um balanço das actividades desenvolvidas pelo seu elenco no ano que está a findar

O governador, que falava na cerimónia de cumprimentos de fim-de- ano, disse que o hospital vai ter cerca de 200 camas, e visa, essencialmente, desafogar os serviços do actual, o Dr. Antónino Agostinho Neto, que tem apenas 130 camas. “Além da mais valia que trará para os habitantes de Ndalatando, a infra-estrutura vai servir também populares de outras localidades da província, evitando-se, deste modo, transtornos a muita gente que se desloca a Luanda em busca de assistência médica.
Adriano Mendes de Carvalho anunciou, igualmente, a conclusão das obras dos hospitais municipais de Samba-Caju e Cambambe, construção de morgues em municípios, e a aquisição de equipamentos hospitalares para diversas unidades da província.
Segundo o governante, a assistência médica e medicamentosa na província é garantida por 132 unidades sanitárias, das quais quatro hospitais, 20 centros e 106 postos de saúde.

Redução da taxa de HIV/Sida

Adriano Mendes de Carvalho, destacou a redução este ano do índice de prevalência de HIV/Sida, de 3,2 por cento em 2017, para 2,35, fruto de um trabalho intenso de sensibilização realizado em comunidades com muitos habitantes em reprodutivas, cujo o programa “Nascer Livre para Brilhar”, que visa impedir que mães seropositivas tenham filhos contaminados, teve grande influência.
“Junta-se a este corolário a baixa incidência de doenças epidémicas ligadas aos grupos etários mais vulneráveis das sociedades como, doenças diarreicas e respiratórias agudas e a epidemia do Sarampo”, frisou.
No domínio da Educação, Adriano Mendes de Carvalho anunciou a entrada em funcionamento de 26 escolas, com um total de 320 salas de aula, que poderão absorver mais de 12 mil alunos e “diminuir de forma abismal o número de crianças e adolescentes fora do sistema de ensino”.
O governante realçou que, a província conta com 385 escolas, equivalentes a 1.815 salas de aula, tendo registado um aumento de mais 18 escolas e 102 salas de aula em relação ao ano lectivo anterior. “Estas escolas permitiram matricular 180 mil e 316 alunos no ano lectivo findo”, disse
Sectores das Águas e Eenergia Eléctrica
Adriano Mendes de Carvalho sublinhou que o governo da província está “a trabalhar afincadamente” para terminar o projecto de fornecimento de água ao município de Cambambe e o arranque do outro para a captação, tratamento e distribuição em Ndalatando, cujas obras arrancam em breve.
“Temos trabalhado em algumas soluções pontuais, com a abertura de furos artesianos nos diversos bairros da província, que estão a beneficiar já cerca de 10 mil cidadãos”, frisou, asseverando que “está para breve o lançamento do projecto de electrificação dos municípios de Bolongongo, Ngonguembo e Banga, regiões que ainda não têm energia eléctrica da rede pública.

Estradas secundárias e terciárias

Para 2020, o governante afirmou que estão inseridas no Programa Integrado de Intervenção dos Municípios (PIIM) a reabilitação do troço de 21 quilómetros entre localidade de Kiluange e a sede municipal de Ngonguembo, Açude/Cerca (Golungo-Alto), com 16 quilómetros, Serão ainda asfaltados os troços entre Bolon- gongo/Terreiro e Kiquiemba com 60 quilómetros, asfaltagem de um quilómetro entre a sede municipal de Ambaca e o hospital municipal local.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões