Cultura

Gingas do Maculusso no “Show do Mês Live”

Analtino Santos

Jornalista

As Gingas do Maculusso são os destaques desta edição do “Show do Mês Live Hospitality”, que acontece amanhã, às 15h00, no espaço Che, com transmissão pelo Canal 2 e Internacional, da Televisão Pública de Angola, assim como nas plataformas digitais do projecto.

17/09/2021  Última atualização 09H40
Cantoras estão prontas para voltarem novamente ao palco © Fotografia por: DR
O concerto, realizado para fechar mais um ciclo de actividades da produtora Nova Energia, vai ter as actuações de Paula Daniela, Josina Stella, Celma Miguel, Gersy Pegado e Patrícia Faria, convidadas a apresentar os principais sucessos do grupo, no qual constam os CD "Mbanza Luanda”, "Xiyame”, "Muenhu”, "Luachimo” e "Malanje, Natureza e Ritmos”.

Os ensaios estão a ser realizados na Brasom e a equipe de produção tem trabalhado com as "Meninas do Maculusso”, em coordenação com a professora Rosa Roque, em temas cujo êxito as tornaram referências nacional.

Depois de um tempo ausente dos palcos, as cantoras voltam a estar juntas para interpretar sucessos como "Mbanza Luanda”, "Dizanda”, "Dont Cry”,  "Kikola”, "Requebrar”, "Dilangue”, "Kimbange”, "Mussosso, "Kalandula”, "Lengueno”, "Kabetula”, "Xiyami”, "Fuba” e "Filhas de África”.

Alguns momentos dos ensaios estão a ser partilhados nas redes sociais e é visível a entrega das integrantes, a maioria afastadas dos palcos, com excepção de Patrícia Faria e Gersy Pegado. Lito Graça muito participativo na discográfica das Gingas do Maculusso está a colaborar com a Nova Energia, para, novamente, apostar em jovens instrumentistas, sob o acompanhamento de Xiko Santos nos tambores.

Com o intuito de colocar novos instrumentistas no mercado, esta edição do projecto conta com Willian Kito, jovem guitarrista da escola tocoista do Lobito, que vai partilhar os ritmos com Sankara e Jack, este último na bateria.

A banda conta ainda com o baixista Kappa D, o percussionista Alexandre, as coristas Raquel Lisboa, Neide da Luz e Sultrana, assim como o tecladista Benny Makanzo, que é o director artístico do espectáculo. O conjunto inclui, também, na secção dos instrumentos de sopro, Lázaro, no trombone, Magnio e Chinguma, no trompete, Luís Vasco e Rigoberto, no saxofone. Nos instrumentos de cordas estão Du Porto, no violoncelo, Augusto, na viola, e Paulo, no arco e violino.


Mentora e projecto

O grupo, cujo sucesso dos temas já as tornou uma referência da música nacional e internacional, tem como pilar a professora Rosa Roque, que em Novembro do ano passado recebeu o Prémio Nacional da Cultura e Artes.

A antiga funcionária do Ministério da Cultura e da Educação sempre foi uma dinamizadora cultural, cujo envolvimento está associado ao movimento da música infantil, com maior realce à criação do grupo As Gingas do Maculusso, em 1982.

Após anos dedicados à música infantil, As Gingas fizeram uma transposição ao juvenil e deram uma guinada a música angolana, com enfoque para o semba. Tida como uma das primeiras "girl band” angolana, o grupo tem um longo percurso e forte impacto numa época da música nacional.

Além do projecto "As Meninas do Maculusso”, com o qual produziu êxitos da música infantil e muitos outros, a activista sociocultural também desenvolveu o projecto "Avilupa Kuimbila” e tem no mercado um livro sobre a trajectória das Gingas do Maculusso.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura