Mundo

Ghana: Ministro lamenta situação difícil da economia

O ministro das Finanças do Ghana disse este sábado que estava “verdadeiramente arrependido” pelas dificuldades económicas do país, mas se defendeu das acusações de que não é adequado para o cargo.

20/11/2022  Última atualização 10H33
Um dos grandes produtores de ouro e cacau de África © Fotografia por: DR

O ministro Kenneth Ofori-Atta enfrentou um inquérito dos legisladores sobre a sua gestão financeira, enquanto o governo estava sob pressão crescente e o presidente Nana Akufo-Addo enfrentava críticas crescentes daquilo  que se tornou a pior crise económica do Ghana em décadas.

Durante o período de crise, o Governo ghanense tem vindo a negociar até US$ 3 bilhões em crédito do Fundo Monetário Internacional (FMI) para ajudar a fortalecer as finanças públicas.

Um dos principais produtores de Cacau e Ouro, em África e no mundo, o Ghana também possui reservas de petróleo e gás, mas os seus pagamentos de serviço da dívida são altos e, como o resto do continente, foi duramente atingido pelas consequências da pandemia global e da guerra na Ucrânia.

O cedi, moeda do Ghana caiu para mais de 40 por cento este ano, sobrecarregando os importadores de matérias-primas e processadas. A inflação atingiu  um valor que não se verificava há 21 anos, de 40,4 por cento em Outubro, devido ao aumento dos custos de importação.

Diante deste cenário, Ofori-Atta enfrentou a censura dos legisladores dos principais partidos políticos que pediam a sua destituição do cargo. Na semana passada, o parlamento criou um comité para investigar as alegações da oposição o que acusa de estar a beneficiar-se da situação no país,  através de pagamentos ilegais e contratos anti-éticos, entre outras irregularidades.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo