Cultura

“Gazeta dos Kandegues” permite às crianças conhecer a vida e obra de Agostinho Neto

Armindo Canda

Jornalista

Os três números da revista “Gazeta dos Kandegues” apresentada, ontem, no Memorial Dr. António Agostinho Neto (MAAN), vão permitir às crianças terem um maior conhecimento da vida e obra do Primeiro Presidente de Angola.

13/06/2024  Última atualização 10H45
Maria Eugénia Neto (segunda à esquerda), esteve presente, ontem, no Memorial na apresentação dos três números da gazeta © Fotografia por: DR

A revista foi lançada no âmbito da comemoração do Dia das Crianças Africanas, que se assinala a 16 de Junho. Durante a apresentação dos três números da "Gazeta dos Kandegues”, o director-geral do MAAN, António Fonseca disse que a obra serve para homenagear o Fundador da Nação.

O projecto literário vai permitir com que as crianças conheçam mais da vida e obra de Agostinho Neto. O Primeiro Presidente de Angola, disse, tinha um enorme carinho pelas crianças, dava-lhes conselhos e ouvia as suas preocupações.

Por isso, frisou, a actividade foi promovida para continuar a destacar os feitos do autor do poema "Renúncia Impossível” e não deixar passar em branco as datas 1 e 16 de Junho, dedicadas às crianças angolanas e africanas respectivamente.

As "Gazeta dos Kandegues”, explicou, aborda a produção do conhecimento sobre o percurso de Agostinho Neto, promove o espírito patriótico e cultiva os valores cívicos e morais.

António da Fonseca destacou, igualmente, que a revista promove a cultura geral dos mais novos. "Na gazeta temos contos, diversão e cultura geral. É, no entanto, um espaço para a divulgação do que aconteceu no passado. É necessário que todas as crianças aprendam a nossa cultura, hábitos e costumes”.

Os mais novos, prosseguiu, devem ser bem cuidados, porque os mesmos são o futuro do país. "Com o projecto estaremos a contribuir para o desenvolvimento de uma nação mais sólida e defensora da sua identidade cultural.”

O momento serviu, também, para entreter as crianças com várias brincadeiras e aproveitarem comemorar antecipadamente, o Dia das Crianças Africana, que se assinala a 16 do mês em curso.

Na ocasião, o palhaço da Academia Educar-te fez vibrar os pequenos ao apresentar uma diversidade de danças e outras brincadeiras. Os provérbios em línguas nacionais, foram exibidos numa tela, em banda desenhada para o melhor entendimento das crianças.

Carolina Ngueve e Djamila Torres, aproveitaram o ensejo para contar de forma resumida uma história sobre as vivências de António Agostinho Neto, intitulada "Um dia memorável em Kaxicane”, baseada na revista "Gazeta dos Kandegues”.

A peça de teatro, uma adaptação do poema "Mussunda Amigo”, com quatro personagens em palco, serviu para apelar os adultos e o público a cumprirem os onze compromissos das crianças.

Os pequenos foram desafiados a declamar os poemas de Agostinho Neto no encontro que juntou estudantes do Complexo Escolar Privado Guima e do Colégio Leovany, que, no final, homenagearam os professores pelo desempenho ao longo do ano lectivo e o contributo dado na educação dos mais novos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura