Mundo

G7 aborda desafios da economia mundial

As sete maiores economias do globo "G7" iniciaram nesta sexta-feira, 11, até domingo, no Reino Unido, a habitual reunião anual de concertação do grupo.

11/06/2021  Última atualização 22H42
© Fotografia por: DR

Formado pelos líderes do Reino Unido, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão e Estados Unidos, a conferência de 2021 tem assuntos de sobra que preocupam o planeta e exigem respostas das principais potências.

Na Baía de Carbis, na Cornualha, a quase 500 km de Londres, os presidentes devem discutir ao longo de três dias questões como a vacinação, a recuperação da economia global após a pandemia, mudanças climáticas e como lidar com a China e a Rússia.

No último fim de semana, os ministros das finanças do G7 chegaram a um acordo histórico para criar uma taxa mínima para corporações multinacionais, o que a secretária do Tesouro dos EUA considerou que reflete o desejo por um trabalho conjunto.

"Isso mostra que a colaboração multilateral pode ser bem-sucedida", disse.

Joe Biden
A presença do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, é vista como a confirmação da promessa americana de reassumir a liderança global e em temas sensíveis.

Nesta que é a primeira viagem externa do presidente dos EUA, está também previsto um encontro, a acontecer em Genebra, na Suiça, entre Joe Biden (EUA) e Vladimir Putin (Rússia), nessa que será a primeira Cimeira entre ambos os estadistas com posições antagónicas na política local e Internacional.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo