Regiões

Fronteira de Kimbata é reaberta

Silvino Fortunato

Os Governos de Angola e da República Democrática do Congo formalizaram, esta terça, a reabertura do posto fronteiriço de Kimbata, localizado no município de Maquela do Zombo, província do Uíge, que se encontrava encerrada há dois anos, devido à Covid 19.

20/07/2022  Última atualização 10H27
O movimento vai voltar a ser constante entre os dois países marcados por relações cordiais de amizade © Fotografia por: DR

A cerimónia foi orientada pelo governador do Uíge, José Carvalho da Rocha, por parte de Angola, e do representante do governador da província do Baixo Congo, Didier Ntiya, que manifestaram satisfação pelo retorno do reencontro entre as famílias que vivem nas aldeias próximas do posto fronteiriço e estimular as trocas comerciais.

Um representante do governador da província central do Congo, Ndidier Nsimba Madeka, e outros responsáveis territoriais, equivalentes a municípios da RDC estiveram também presentes na cerimónia.

O governador de Cabinda defendeu a necessidade de se estabelecer um mercado específico na região de Kimbata que facilitaria as trocas comerciais e a vida das populações limítrofes, dentro do espírito de reciprocidade.

"Queremos que a abertura deste marco fronteiriço sirva, também, para estimular e consolidar as relações entre as populações que vivem aqui. É uma oportunidade criada para que as famílias que durante dois anos tiveram dificuldades de visitar-se possam fazê-lo a partir de hoje", disse José Carvalho da Rocha.

Por sua vez, Didier Ntiya garantiu que vai levar ao governador do Baixo Congo a inquietação da administração municipal de Maquela do Zombo, que defende a supressão das "cobranças excessivas submetidas aos angolanos que se deslocam ao país vizinho".

A província do Uíge e o Baixo Congo partilham uma fronteira de centenas de quilómetros, com oito postos de entrada e saída.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões