Política

Frederico Cardoso acreditado embaixador em Omã

O embaixador de Angola no Reino da Arábia Saudita, Frederico Manuel dos Santos e Silva Cardoso, foi acreditado terça-feira, no Al-Barakah Palace, como chefe da missão diplomática não residente no Sultanato de Omã, com a entrega das Cartas Credenciais ao Chefe de Estado daquele país, o sultão Haitham Bin Tarik.

11/05/2022  Última atualização 08H14
© Fotografia por: DR

A cerimónia de terça-feira foi precedida pela entrega das Cartas Figuradas, domingo, dois dias antes das Cartas Credenciais. Nessa ocasião, o representante de Angola no Sultanato de Omã abordou com o titular da pasta das Relações Exteriores, Sayyid Badr Albusaidi, o estado das relações diplomáticas e de cooperação entre os dois países.

Os sectores Mineiro, Agricultura, Pescas e Logística Portuária foram identificados como estratégicos e  com elevado potencial para a concretização de parcerias e investimentos, no quadro do reforço da relação de cooperação entre ambos Estados.

A assinatura de um conjunto de instrumentos jurídicos nos domínios das consultas políticas, isenção de vistos em passaportes oficiais, protecção recíproca de investimentos, eliminação de dupla tributação, dentre outros, afigura-se como próximo passo que poderá sentar as bases e incentivar o reforço das relações de amizade e de cooperação entre Angola e Omã.

O Sultanato de Omã é um país árabe, localizado no Médio Oriente, membro do Conselho de Cooperação dos Países do Golfo, cuja economia depende principalmente da exportação de petróleo e de gás natural, e  no âmbito do seu Plano Estratégico de Desenvolvimento (Visão 2040) pretende diversificar a economia, estabelecendo parcerias com outros países.

Omã tem-se destacado pela implementação de uma política activa e pragmática de boa vizinhança com todos os países da região e do mundo, a qual tem merecido um amplo reconhecimento internacional, pelo eficaz papel como mediador de conflitos.

Ainda terça-feira, segundo uma nota de imprensa a que o Jornal de Angola teve acesso, foram, igualmente, acreditados os embaixadores da Arménia, Austrália, Bósnia Herzegovina, Côte d'Ivoire, Nova Zelândia e Suíça.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política