Mundo

França: Chanceler alemão preocupado com possível vitória da extrema-direita

O Chanceler alemão, Olaf Scholz, admitiu, domingo, estar preocupado com uma possível vitória da extrema-direita nas eleições legislativas antecipadas em França.

24/06/2024  Última atualização 09H25
© Fotografia por: DR

"Estou preocupado com as eleições em França”, afirmou Scholz ao canal público ARD. E acrescentou: "Espero que os partidos que não o de (Marine) Le Pen, por assim dizer, ganhem as eleições. Mas cabe ao povo francês decidir”.

A uma semana da primeira volta das eleições legislativas antecipadas em França, o partido de extrema-direita, União Nacional (Rassemblement National, na sigla em francês), figura como favorito nas intenções de voto.

Uma sondagem divulgada na sexta-feira atribui à União Nacional – actualmente liderada por Jordan Bardella mas que mantém presente a figura de Marine Le Pen, considerada a líder da extrema-direita francesa – 250 a 300 deputados na futura Assembleia Nacional (câmara baixa do Parlamento francês), o que representaria um cenário entre a maioria relativa e a maioria absoluta (289 mandatos).

Emmanuel Macron indicou, na semana passada, que descartava a demissão, qualquer que fosse o resultado das eleições legislativas.

A sua decisão de convocar eleições legislativas antecipadas após o fracasso do seu partido, Renascimento, nas eleições europeias de 9 de Junho contra a União Nacional, que obteve o dobro dos votos, foi criticada até dentro do seu campo político.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo