Desporto

França apura-se para os quartos-de-final da prova

António de Brito

Com "bis" e exibição de encher os olhos de Kylian Mbappé, a França garantiu, domingo, o apuramento para os quartos-de-final, ao derrotar a Polónia, por 3-1, no Estádio Al Thumama,Doha, em jogo referente aos oitavos-de-final do Campeonato do Mundo de Futebol, a decorrer no Qatar.

05/12/2022  Última atualização 08H50
França apura-se para os quartos-de-final da prova © Fotografia por: DR

Nos quartos-de-final, o campeão em título aguarda pelo vencedor do jogo entre Inglaterra e Senegal.

Focado nos "quartos", o conjunto gaulês entrou determinado em resolver a eliminatória, com o seleccionador francês Didier Deschamps a lançar para as quatro linhas uma equipa virada para o ataque, sem descurar o sector defensivo. 

Depois da derrota frente à similar da Tunísia, por 1-0, Didier Deschamps pensou duas vezes e utilizou diante da Polónia o "onze" tipo, que venceu os dois primeiros desafios da fase de grupos com a Austrália (4-1) e Dinamarca (2-1), mas não abdicou do clássico 4-4-2.

Sabendo da importância do jogo, o técnico Didier Deschamps apostou numa equipa mais ousada, alinhando de início com Lloris, Koundé, Varane, Upamecano, Theo Hernández, Tchouaméni, Rabiot, Dembelé, Griezmann, Mbappé e Giroud. 

A jogar no clássico 4-5-1, o técnico Czesław Michniewicz entrou com Szczesny, Cash, Glik, Kiwior, Bereszynski, Zielinski, Bielik, Krychowiak, Frankowski, Milik e Lewandowski.

Com maior posse de bola e domínio de jogo, a França povoou o meio campo do adversário e obrigou a Polónia a baixar as linhas mais adiantadas no terreno. O combinado francês não dava espaço de manobra ao oponente, bem como dificultava a táctica idealizada pelo seleccionador polaco.

Mais esclarecido no terreno e fruto da pressão exercida, a França adiantou-se no marcador aos 44 minutos, por intermédio do veterano Olivier Giroud (36 anos), após um corte defeituoso da defensiva polaca. 

De regresso dos balneários, os comandados de Didier Deschamps mantiveram o pé no acelerador, com o intuito de alargar a vantagem no placar. O suspeito de costume, Kylian Mbappé numa troca de bola com Giroud à entrada da área desferiu um forte remate, fazendo o 2-1, decorridos 74 minutos. 

Em tarde de inspiração, Mbappé bisava na partida, aos 90'+1, numa fotocopia do primeiro golo apontado.

Já o tento de honra da Polónia foi apontado por Robert Lewandowski na conversão de uma grande penalidade. Este jogo entre a França e a Polónia ficou marcado pelo facto de Hugo Lloris ter igualado o máximo de jogos de Fabien Barthez e Thierry Henry em Mundiais (17), Olivier Giroud se ter tornado no maior goleador da história da selecção de França, com 52 golos e Kilyan Mbappé ter passado a liderar a lista de goleadores do Mundial 2022, com cinco tentos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto