Economia

Fornecimento de gás normaliza no Moxico

A escassez de gás butano, verificada nos últimos 15 dias, na cidade do Luena, província do Moxico, motivada pelo descarrilamento de um comboio do Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB), voltou à normalidade.

02/05/2022  Última atualização 08H50
Comerciantes do Luena aliviados de constrangimentos com gás © Fotografia por: | Angop

Um comboio de mercadorias, proveniente do Luau, província do Moxico, com destino ao Lobito (Benguela), descarrilou, a 4 de Abril, nas circunscrições do Lépi e Longonjo, província do Huambo, interditando a circulação do comboio de transporte do gás, por vários dias.

Fonte do Centro Regional de Estocagem e Enchimento de Gás Butano da Sonangol, no Moxico, disse à Angop que, em função do sucedido, a instituição sentiu-se obrigada a reduzir o atendimento aos revendedores, para manter o stock. Explicou que, apesar da escassez, a Sonagás atendia, diariamente, em quantidades reduzidas, as agências das zonas estratégicas.

Porém, alguns revendedores faziam stocks, proibido por lei, para depois venderem a preços inflacionados nas províncias da Lunda-Sul e Lunda-Norte. De referir que o Centro Regional de Enchimento de Gás do Luena atende, igualmente, as duas Lundas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia