Política

FNLA quer melhorar a vida dos angolanos com o desenvolvimento da Agricultura

Kayila Silvina | Mbanza Kongo

Jornalista

O presidente da FNLA, Nimi a Simbi, orientou, esta terça-feira, um acto de massas, no Campo Multiusos das "15 Casas", na cidade de Mbanza Kongo, sublinhando que vai trabalhar com quatro áreas fundamentais, caso vença às eleições, nomeadamente a Agricultura, Educação, Saúde e a Segurança Pública.

03/08/2022  Última atualização 08H48
Presidente da FNLA, Nimi a Simbi, promete criar condições para alimentar as famílias © Fotografia por: Garcia Mayatoko | Edições Novembro

Nimi a Simbi referiu que estas áreas constituem a chave para resolver todos os problemas dos angolanos. Durante a sua estadia na província do Zaire, o candidato promoveu uma marcha seguida de homenagem ao líder histórico e fundador da FNLA, Álvaro Holden Roberto. Na retoma da abordagem ao eleitorado, visando a conquista de votos, fez saber que pretende incentivar políticas que valorizem o respeito pelas boas práticas na administração pública, incentivando a busca da melhoria da qualidade de vida das populações.

O líder da FNLA, Nimi a Simbi, referiu que vai trabalhar para criar condições para produzir comida para toda a população, a fim de acabar com a fome no seio dos angolanos. Acrescentou que, nessa perspectiva, pretende, também, lançar um projecto de reabilitação das vias de comunicação, para facilitar o escoamento de produtos do campo.

"A Agricultura vai servir para dar emprego a todos os cidadãos e acabar com a fome. Porque a fome leva as pessoas à desgraça, afectando o desenvolvimento das crianças, uma vez que impede a assimilação", disse o político.

O candidato da FNLA afirmou que vai melhorar o actual sistema de Educação para garantir ensino de qualidade. Para Nimi a Simbi, o futuro do país passa pelo ensino de qualidade, através do qual será melhorado o sector da Saúde, permitindo que se aposte na medicina preventiva. O programa de governo, segundo o líder dos Irmãos. prevê, também, a melhoria do sistema de saneamento básico.

"Esses quatro eixos vão ser efectivados, porque a FNLA, brevemente, vai ser poder para dirigir Angola, uma vez que, todos os ingredientes estão a ser reunidos. Somos o partido libertador do país", manifestou a convicção o presidente da FNLA.

Para tal, Nimi a Simbi apelou a todos os habitantes da província do Zaire a votarem na FNLA, no sentido de garantirem a eleição de cinco deputados pelo círculo provincial. "A todos os militantes da FNLA, no dia 24 de Agosto, devem levar os vossos filhos, netos e bisnetos para as assembleias e votarem no número "4”, para que o partido consiga ter cinco deputados à Assembleia Nacional pelo círculo provincial do Zaire”.

De acordo com o programa de campanha do partido dos Irmãos no Zaire, o candidato da FNLA, Nimi a Simbi, trabalha, hoje, no município do Kuimba, localizado a cerca de 62 quilómetros de Mbanza Kongo, onde vai presidir a um acto político de massas. Depois, se vai deslocar ao Nzeto, para então regressar a Luanda e liderar uma marcha de apoio à FNLA.

 

Homenagem ao fundador do Partido

O nacionalista Ngola Kabango defendeu, esta terça-feira , em Mbanza Kongo, a construção de um memorial para o fundador da FNLA, Álvaro Holden Roberto, no quadro das normas da democracia, pelo facto do falecido líder histórico ter desempenhado um papel importante na Luta de Libertação de Angola.

Ngola Kabango, companheiro de luta de Álvaro Holden Roberto, que falava no acto da deposição de uma coroa de flores no túmulo do malogrado líder histórico da FNLA, disse que não vai descansar em reivindicar, todos os dias, até que o Presidente da República oriente a construção de um memorial em nome de Holden Álvaro Roberto.

"A construção do memorial vai permitir que os militantes e o povo angolano continuem a honrar a memória do fundador da FNLA, tendo em consideração o papel que desempenhou na luta para a libertação do país. "Nós lutamos para libertar o país do jugo colonial. Agora, precisamos trabalhar para que o povo honre os ancestrais", argumentou o político.

Os militantes da FNLA, a Associação da Mulher Angolana (AMA) e antigos combatentes devem acabar o medo, por serem filhos e netos daqueles heróis que libertaram o país. Quanto à votação, Ngola Kabango exortou a todos os militantes a aderirem muito cedo às assembleias e votarem no candidato da FNLA, com o número "4”no boletim, Nimi a Simbi.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política