Política

FNLA aposta na melhoria dos transportes e das pescas

Manuel Albano

Jornalista

A FNLA continua a fazer o trabalho de "caça ao voto” nos municípios e distritos de Luanda e demais províncias, com a melhoria da qualidade dos transportes públicos e do sector pesqueiro a serem das principais promessas, caso vença as eleições gerais do dia 24 deste mês.

10/08/2022  Última atualização 08H15
Nimi a Simbi é aguardado sábado na província do Huambo © Fotografia por: DR
Depois de cumprir, no último fim-de-semana, no Uíge, mais uma etapa da campanha eleitoral, o candidato do partido a Presidente da República, Nimi a Simbi, regressou, ontem, à capital do país.

Contrariamente ao que estava previsto, o líder da FNLA alterou a deslocação inicialmente prevista para do dia 13, sábado, na província do Moxico, para a província do Huambo.

"A FNLA, um pouco na linha dos demais partidos, está engajada na mobilização dos militantes, simpatizantes e amigos do partido no Huambo e pretende encher o espaço reservado para o acto político que vai servir para a apresentação do manifesto eleitoral", adiantou, ao Jornal de Angola, o secretário-geral do partido.

Segundo Aguiar Laurindo, no Huambo, Nimi a Simbi, vai apresentar as linhas de força constantes no programa de governo, no qual é assegurada uma melhor divisão das riquezas do país, bem como a exportação dos produtos pesqueiros. O político justificou a aposta nas pescas, "por ser um sector de actividade de grande relevância para o crescimento económico do país”.

A FNLA promete, igualmente, adoptar medidas para a reabilitação das fábricas de transformação dos produtos pesqueiros e melhorar o sistema de Fiscalização e Vigilância Marítima, no âmbito das actividades do grupo Operativo Multi-Sectorial.

O partido reitera a importância de fomentar e dinamizar a pesca artesanal e fluvial, bem como promover a produção de leguminosos. Pretende, também, prestar uma atenção especial aos projectos de aquacultura, no âmbito do programa de combate à pobreza em todo o país.

O programa de governação da FNLA para os próximos cinco anos inscreve, ainda, a criação de um programa de melhor gestão dos recursos hídricos e a protecção do meio ambiente, para evitar a deterioração da fauna marítima.

O secretário-geral do partido, Aguiar Laurindo, disse, que desde o dia 2 até 21 deste mês, estão a ser realizados vários actos políticos, com o engajamento de responsáveis das brigadas eleitorais e dos primeiros secretários.

 

Melhorar a rede viária

No sector dos Transporte e das Comunicações, a FNLA promete melhorar a rede viária, por considerar que é determinante no suporte ao desenvolvimento dos diferentes mercados regionais, escoamento da produção industrial e nas deslocações das populações.

Reconstruir e modernizar, com padrões internacionais, estradas nacionais, secundárias e terciárias são outras prioridades da FNLA, caso vença as eleições gerais de 24 deste mês.

O manifesto eleitoral do "partido dos irmãos” prevê a redução do tarifário dos bilhetes dos transportes colectivos urbanos e a revitalização dos caminhos de ferro do país, além de priorizar investimentos na construção e recuperação das pontes destruídas durante o conflito armado no país.

Nimi a Simbi destacou, no último fim-de-semana, no Uíge, a importância do reforço do Sistema de Ensino e Aprendizagem, uma vez que, sem o mesmo, não é possível esperar por quadros capazes de desenvolver o país.

Manifestou, igualmente, a intenção de criar um sistema de segurança pública forte, capaz de garantir a estabilidade do território nacional.

O presidente da FNLA prometeu, ainda, em caso de vitória eleitoral, mais atenção à melhoria da pensão dos antigos combatentes, "que fizeram o melhor para libertar Angola do jugo colonial".

A FNLA só irá implementar estes projectos caso vença as eleições gerais deste mês. Com efeito, Nimi a Simbi apelou, na cidade do Uíge, os representantes do partido na província para mais trabalho e empenho na mo-bilização dos militantes, simpatizantes, amigos e a população, para assegurar a vitória do partido, a 24 deste mês.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política