Política

FNLA aposta na melhoria do ensino e da educação

Manuel Albano |

Jornalista

A FNLA está a apresentar, nos municípios e distritos da capital do país, as linhas de força constantes do programa de campanha eleitoral, no âmbito das eleições do dia de 24 Agosto, afirmando a promessa no fomento da actividade agrícola, melhoria da qualidade de ensino, da saúde e do sector Cultural.

05/08/2022  Última atualização 08H00
“Irmãos” buscam votos em Luanda com sensibilização dos eleitores em vários municípios © Fotografia por: Rafael Tati | Edições Novembro
A estratégia eleitoral do partido possibilita mudanças necessárias para o bem-estar da sociedade angolana, segundo o secretário geral, Aguiar Laurindo. De acordo com o programa de campanha, continuou, vão ser realizados diversos actos políticos, em simultâneo, no período de 2 a 21 do corrente mês, com o engajamento dos responsáveis das brigadas eleitorais e dos primeiros secretários.

A FNLA, um pouco na linha dos demais partidos, vai encerrar a campanha no dia 21, com a realização de uma marcha política, pelas artérias da cidade de Luanda, de apoio ao candidato a Presidente da República Nimi a Simbi.

Segundo o manifesto eleitoral do partido dos "irmãos”, no programa de governação para os próximos cinco anos, na súmula do projecto de sociedade, prioriza-se o sector cultural, a implementação do plano de desenvolvimento da livre criação artística e literária, bem como o fomento do desenvolvimento das instituições culturais e estruturas semelhantes.

Garante adoptar, ainda, medidas de justiça social, a favor da valorização da cultura nacional, com destaque para a promoção das línguas nacionais. O partido reitera a importância de uma revisão dos programas televisivos e radiofónicos para melhorar os conteúdos em defesa da valorização e difusão da matriz e diversidade cultural e identidade nacional.

No programa de governação, a FNLA pretende, igualmente, caso vença às Eleições Gerais de 24 Agosto, prestar uma atenção especial ao projecto de construção de um futuro Instituto de Belas Artes, reconstruir e modernizar, com padrões internacionais, museus, a Biblioteca Nacional e as provinciais.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política