Economia

FMI defende criação de reservas monetárias

O Fundo Monetário Internacional (FMI) defendeu a criação de reservas para responder a calamidades em Moçambique, num momento em que a instituição reviu em baixa o crescimento económico para 2019, devido a dois ciclones que afectaram o país.

22/05/2019  Última atualização 12H10
DR

“É importante que o país crie reservas para poder ter independência e capacidade para fazer face a este tipo de choques”, disse o representante do FMI em Moçambique, Ari Aisen, durante a apresentação do último relatório da instituição sobre as perspectivas económicas para África Subsaariana em 2019.
O último relatório do FMI prevê que o crescimento da economia moçambicana caia de 3,8 por cento previstos para este ano para 1,8 por cento, devido aos ciclones Idai e Kenneth.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia