Cultura

Festividades em Calumbo marcam arranque dos Palcos Comunitários

Manuel Albano |

Jornalista

A preservação da herança cultural e do folclore são os destaque da criação do projecto “Palco Comunitário”, que visa homenagear e dar maior visibilidade aos criadores a nível do município de Viana, em Luanda.

22/04/2022  Última atualização 09H05
Iniciativa tem como objectivo divulgar e preservar o potencial artístico e cultural de Viana © Fotografia por: kindala Manuel | Edições Novembro

A criação de novas nuances culturais vai permitir o surgimento de uma programação artística atractiva, interactiva e de inclusão social, afirmou, ontem, em declarações ao Jornal de Angola, o director Municipal do Turismo e Cultura de Viana, Melquim dos Santos.

O projecto cultural que vai ser abrangente a todos os distritos de Viana, disse, terá brevemente o "balão de ensaio” com uma actividade a ser realizada junto à Administração local, em antevisão aos preparativos das celebrações de mais um aniversário da Comuna de Calumbo, que se assinala a 30 de Maio.

Melquim dos Santos  referiu que o "Palco Comunitário” é uma homenagem aos grandes compositores luandenses, tendo adiantado que uma equipa técnica já trabalha na estruturação do projecto. Vão ser montados palcos para a realização da actividade nos vários distritos de Viana.

Um misto de alegria, emoção e tradição, disse, é o que se espera com a materialização do projecto que vai ajudar a dar maior dinâmica às actividades culturais e artísticas do município satélite de Luanda.

Durante as festas de Calumbo, explicou, a intenção é criar um programa atractivo que possa promover o turismo cultural na região, onde os visitantes vão poder evidenciar todo o potencial e valências do seu património histórico e cultural, de monumentos e sítios aos produtos provenientes do campo e da pesca.

A dança e música tradicional, fundamentalmente, e alguns momentos com grupos carnavalescos do município vão desfilar no "Palco Comunitário”. Está, igualmente, prevista a realização de uma feira do livro, exposição fotográfica sobre o Corredor do Kwanza e uma feira promovida pela administração de Calumbo, em parceria com a cooperativa dos pescadores e agricultores denominado "União Baixo Kwanza”.

O programa prevê , igualmente, uma visita guiada a alguns dos principais locais e sítios históricos localizados no Corredor do Rio Kwanza, na localidade de Calumbo,  como o Santuário da Igreja S. José de Calumbo, classificado como património histórico e cultural pela Portaria nº 10678, publicada no Boletim Oficial nº 11, de 11 de Março de 1959, ao medidor do nível da água, ao Ramal do Calumbo e aos Imbondeiros da Sereia e da Concentração de Escravos.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura