Regiões

Festas da cidade da Caála voltam ao formato normal

As festividades da cidade da Caála, província do Huambo, voltam a ser realizadas no formato normal, dois anos depois das restrições impostas pela pandemia da Covid-19.

02/07/2022  Última atualização 08H25
Cidade da Caála, província do Huambo © Fotografia por: Edições Novembro

Conhecida no passado como "Rainha do Milho”, a urbe foi fundada a 15 de Julho de 1970, por despacho da portaria 17.011, assinada pelo então governador-geral de Angola, tenente-coronel Camilo Augusto de Miranda Rebocho Vaz.

Para o efeito, foram abertas, ontem, pelo administrador local, Ruben Isaías Etome, as festividades comemorativas aos 52 anos de existência  da cidade  da Caála, a 23 quilómetros a Oeste da cidade do Huambo.

Nos dois últimos anos, a efeméride foi comemorada em regime fechado, à base de reflexões e abordagens históricas sobre a fundação da urbe, tendo em conta as medidas de restrições impostas, desde 2020, pela pandemia da Covid-19.

Falando na abertura das festividades, o administrador do município da Caála, Ruben Isaías Etome, recomendou maior urbanidade e responsabilidade social,  além de continuarem a observar as medidas de prevenção e combate à Covid-19.

 O gestor municipal convidou os empresários a investirem na municipalidade, na perspectiva de contribuírem nas acções de promoção do desenvolvimento socioeconómico, com foco na melhoria do bem-estar social.

A localidade dispõe de inúmeras potencialidades, do ponto de vista agro-pecuário e turístico, além de outro tipo de matéria-prima para o fomento da indústria transformadora, incluindo o Pólo de Desenvolvimento Local, nas proximidades do Caminho-de-Ferro de Benguela, uma linha importante, quer para a importação, quer para a exportação de produtos.

A estação local do Caminho-de-Ferro de Benguela é também um empreendimento incontornável no processo de crescimento do município da Caála e, consequentemente, na melhoria da qualidade de vida dos seus habitantes.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões