Sociedade

Famílias vulneráveis recebem cesta básica

Mais de 40 famílias que vivem em situação de vulnerabilidade no Distrito Urbano da Camama, em Luanda, receberam, na semana finda, produtos da cesta básica e de higiene, numa iniciativa da administração local e da Associação Kukingila.

12/04/2020  Última atualização 20H00
Contreiras Pipa | Edições Novembro © Fotografia por: Além de bens alimentares foram distribuídos produtos de higiene

O administrador do Distrito Urbano da Camama, Arlindo Santos, disse que a doação partiu do apelo do Presidente da República, no sentido de a sociedade unir-se contra a pandemia da Covid-19, ajudando as famílias mais vulneráveis e com dificuldades em obter bens alimentares.
As famílias foram contempladas com produtos da cesta básica, como arroz, feijão, açúcar, óleo vegetal, massa e produtos de higiene e limpeza.
Arlindo Santos garantiu que as acções de apoio às famílias no Distrito da Camama vão continuar, através de concertações com outros parceiros sociais. O administrador lamentou o facto de alguns cidadãos não respeitarem as medidas impostas pelo Estado de Emergência, continuando a estar aglomerados em várias zonas e principalmente nos mercados.
“Temos bairros com muitos problemas sociais. Continuamos a sensibilizar todos os dias para que as pessoas fiquem em casa, mas está difícil. É preciso que os cidadãos percebam que estamos perante uma pandemia muito perigosa e a única forma de travá-la é a prevenção”, alertou.
O presidente da Associação Kukingila, Fábio Quiriri, disse que a iniciativa é parte do sentimento patriótico e de solidariedade e que acções do género têm sido realizadas em todo o país, primando pela inclusão social.
Fábio Quiriri referiu que a associação já doou bens alimentares em Viana e Samba. A ssociação tem como objectivo principal incentivar a formação dos jovens.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade