Sociedade

Falso agente do SIC a contas com a justiça

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) deteve, na semana finda, na cidade do Uíge, um indivíduo que se fazia passar por agente deste órgão policial e burlava várias pessoas, sobretudo jovens, com a promessa de os empregar no Ministério do Interior.

29/11/2021  Última atualização 09H10
Burlador foi apanhado em flagrante delito na cidade do Uíge © Fotografia por: Edições Novembro
O detido, identificado por Francisco Bernardo Abreu, de 22 anos, fazendo-se passar por agente do SIC, convencia as vítimas que tinha influências para conseguir enquadramento das mesmas nos quadros da Polícia Nacional. O porta-voz do SIC no Uíge, Zacarias Fernando, disse que o falso agente de investigação criminal foi detido, mediante denúncia de uma das vítimas, em flagrante delito, às 20 horas do passado dia 26, no bairro Papelão, nas imediações da Praça da Independência, quando tentava ludibriar alguém. 


"A detenção ocorreu em flagrante delito, por volta das 20 horas, nas imediações da Praça da Independência, no bairro Papelão, numa altura em que o infractor tentava ludibriar mais uma das suas vítimas, fazendo-se passar por especialista dos recursos humanos do Serviço de Investigação Criminal”, esclareceu.


O falso agente do SIC recolhia processos individuais que continham vários documentos das vítimas e, numa primeira fase, cobrava 45 mil kwanzas para fazer chegá-los aos responsáveis pela gestão de recursos humanos dos vários órgãos do Ministério do Interior existentes na província.  "O jovem recebia 45 mil kwanzas às vítimas como requisito para a recepção dos documentos, constituição do processo individual e encaminhamento dos mesmos às estruturas competentes e, posteriormente, estes teriam de voltar a entregar 500 mil kwanzas para serem empregados”, disse Zacarias Fernando.


Durante a detenção, Francisco Bernardo Abreu foi encontrado com um passe falso de agente de 1ª classe do SIC, um par de algemas com as respectivas chaves, vários documentos pessoais e 24 mil kwanzas recolhidos com as falsas promessas. Zacarias Fernando disse que o falso agente do SIC é acusado de burla e, dentro de dias, deve ser apresentado ao Ministério Público, para os devidos procedimentos legais.

Filipe Botelho | Uíge

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade