Sociedade

Falso agente da Polícia detido por crime de burla

Um cidadão, que se fazia passar por efectivo da Polícia Nacional, ostentando uma falsa patente de agente de primeira classe, foi detido, há dias, pelas forças da Ordem Pública, por acusação de burla.

17/07/2021  Última atualização 06H05
Ambulantes foram as maiores vítimas do acusado © Fotografia por: Nuno Flash | Edições Novembro | Arquivo
O referido indivíduo era procurado pelas forças policiais, por ter recebido, de forma indevida, mais de 120 mil kwanzas de vendedoras ambulantes, com a falsa promessa de arranjar caixas de peixe e frango, a partir da área de logística da Polícia.
O porta-voz da Polícia Nacional, em Luanda, superintendente Nestor Goubel, explicou que o falso agente contactou as vítimas, informando-as de que tinha possibilidades de vender, a preços baixos, os referidos produtos.

Das vendedoras ambulantes, o acusado recebeu mais de 120 mil kwanzas, tendo pedido que as vítimas o aguardassem junto à Unidade Operativa de Luanda. "Ele simulou ter entrado nesta instituição, mas, na verdade, meteu-se em fuga”.

Preocupadas pela demora, as vendedoras denunciaram o caso junto às autoridades policiais. Posteriormente, o acusado foi detido pelos agentes da corporação nas imediações do Mercado dos Congolenses, com um montante de 122 mil kwanzas.

Na residência do "falso polícia”, foram encontrados um telefone, três uniformes da Polícia Nacional (calças, sapatos e bota, dois pares de passadores), uma algema, além de um cinto das Forças Armadas Angolanas, três pares de meias e três chapéus dessa corporação.

Nestour Goubel chamou a atenção para se redobrarem os cuidados nas negociações com indivíduos desconhecidos, devendo,  exigir documentos destes.  
André da Costa 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade