Regiões

Fábrica de vacinas é erguida em breve

Marcelino Wambo | Huambo

Jornalista

A empresa que vai construir a fábrica de vacinas para animais domésticos, no Huambo, trabalha na conclusão dos aspectos técnicos, para dar início, em breve, à obra, segundo o director do projecto.

20/09/2022  Última atualização 07H05
© Fotografia por: DR

Miguel Costa, que falava à imprensa sobre o projecto, lançado no passado mês de Maio, em acto orientado pelo então ministro da Agricultura e Pescas, António Francisco de Assis, assegurou que o empreendimento foi projectado para produzir, em média anual, mais de um milhão de doses de vacinas para animais domésticos. Acrescentou que a fábrica vai ser erguida numa área de 21.870 metros quadrados.

Deu a conhecer que a obra, orçada em 125.221.858 euros, resulta de um financiamento da República Federal da Alemanha, por intermédio do Banco Standard Chartered ECA (Agência de  Crédito à Exportação).

Segundo Miguel Costa, as obras vão durar 36 meses e o projecto prevê, também, a construção de oficinas, instalações de serviços para animais, área social e residências para técnicos e estudantes em regime de internato.

Garantiu que, com a conclusão da fábrica, o país deixará de depender de importações, fazendo de Angola e do Huambo auto-sustentáveis, no sentido de fomentar o desenvolvimento da pecuária.

Miguel Costa considerou que a criação de animais saudáveis contribui para a melhoria da saúde pública, lembrando que a unidade fabril prevê produzir, também, vacinas para aves, designadamente contra varíola, bronquite e outras doenças.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões