Política

FAA ajudam a aceder zonas de difícil acesso

O registo eleitoral oficioso vai chegar às zonas de difícil acesso no país, com ajuda de meios das Forças Armadas Angolanas (FAA) e em especial da Força Aérea Nacional (FAN), garantiu, sábado, no Lubango, o ministro da Administração do Território.

27/09/2021  Última atualização 09H58
Ministro Marcy Lopes esteve de visita à província da Huíla © Fotografia por: Eduardo Pedro | Edições Novembro
Marcy Lopes, que fez a garantia no final de uma visita de dois dias à Huíla, esclareceu que o apoio será com a disponibilização de camiões das FAA e helicópteros da FAN. Disse, ainda, que o Ministério da Administração do Território (MAT) vai contar com equipas da Justiça e dos Direitos Humanos nos locais onde não existam, de forma permanente, os serviços de emissão do Bilhete de Identidade.

Neste momento estão em funcionamento 84 Balcões Únicos de Atendimento ao Público (BUAP), prevendo-se, em Outubro, a disponibilização de mais 256 e em Novembro os restantes 256, para totalizar os 596 previstos para o processo de registo eleitoral oficioso. A previsão do MAT é de actualizar 12 milhões de eleitores, contando com os cidadãos no estrangeiro.


Apelo aos universitários

Num encontro, na sexta-feira, com a comunidade académica da Huíla, o ministro da Administração do Território disse que a democracia se faz com a inclusão de todos, daí a necessidade dos universitários aderirem em massa ao processo.


Marcy Lopes defendeu a necessidade de a juventude ter a informação correcta sobre os fenómenos sociais, políticos e princípios democráticos que regem o país, entre os quais esclarecimentos sobre o funcionamento dos BUAP e de todo o processo com vista às eleições gerais.

O ministro disse ser contra a abstenção sem motivo coerente, pelo que pediu os jovens a exercerem o seu direito em 2022 e não deixar que os outros decidam por eles.

Durante a sua estada na Huíla, Marcy Lopes visitou os BUAP instalados nos municípios do Lubango e Chibia, a fim de constatar os constrangimentos encontrados pelos operadores no processo do registo eleitoral oficioso.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política