Cultura

Exposição reúne obras sobre a criação de Brasília

Uma exposição que celebra 62 anos da fundação de Brasília, com 300 obras sobre as ideias e personagens históricas envolvidos na capital brasileira, vai ser inaugurada na terça-feira no Museu dos Coches, em Lisboa, anunciou a organização.

10/09/2022  Última atualização 08H20
© Fotografia por: DR
Inserida nas comemorações oficiais do Bicentenário da Independência do Brasil, a exposição já passou por Paris, Berlim, Londres, Roma, entre 12 cidades, e intitula-se "Brasília - Da Utopia à Capital”.

A mostra, que ficará até no Museu Nacional dos Coches até 30 de Outubro, com entrada livre, celebra os 62 anos da capital brasileira relatando o percurso histórico que levou à criação de uma cidade que espelha o pensamento modernista brasileiro.

Cerca de 300 obras de arte e documentos, entre eles maquetes de edifícios icónicos projectados pelo arquitecto Oscar Niemeyer, foram reunidos nesta exposição sobre uma cidade concebida como "obra de arte completa”, e referência da nova fase de interiorização do poder público do país, anteriormente concentrado no litoral.

A mostra é o resultado de um extenso trabalho de investigação da curadora Danielle Athayde na Fundação Ortega y Gasset, em Madrid, na Espanha, e inclui ainda desenhos e maquete fotográfica do plano urbanístico de Lucio Costa, esculturas de Maria Martins, de Bruno Giorgi e de Alfredo Ceschiatti, e fotografias de Marcel Gautherot, Peter Scheier, Jean Manzon e Mário Fontenelle.

As obras são provenientes de colecções brasileiras, públicas e privadas, entre as quais o Instituto Moreira Salles, o Arquivo Público do Distrito Federal e a Colecção Brasília - acervo Izolete e Domício Pereira.

A transferência da capital do Brasil do litoral atlântico para o centro-oeste do seu território, no início da década de 1960, "despertou um sentimento de euforia desenvolvimentista na população brasileira”, recorda a organização num comunicado sobre o contexto histórico da fundação da cidade.

"Pessoas comuns, movidas pelo desejo de fazer parte do sonho de construção de uma nova cidade, sede do governo, deslocaram-se do conforto das suas famílias e das suas cidades de origem, em especial do nordeste brasileiro, em direcção ao centro-oeste”, descreve.

O local "transformou-se num canteiro de obras de proporções épicas, cujos núcleos de acomodações precárias, sendo um deles a Cidade Livre, que chegou a abrigar mais de 30 mil trabalhadores durante a construção, que durou três anos e 10 meses”, relembra ainda.

A exposição evoca o esforço da construção de Brasília, compartilhado por funcionários públicos, arquitectos, artistas e ‘candangos’ - "trabalhadores de várias áreas de conhecimento pertencentes geralmente às camadas populares” -, através de documentos históricos, como o projecto Plano Piloto, proposto por Lucio Costa.

A catedral, os projectos paisagísticos, os espaços públicos, como o Parque da Cidade, o Palácio do Itamaraty, são alguns dos projectos que poderão ser conhecidos em pormenor nesta mostra.

"Brasília - Da utopia à Capital” é uma realização da Artetude Produções com participação especial da Colecção Brasília, apoio do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, e apoio Institucional da Casa da América Latina, da União das Cidades capitais de Língua Portuguesa e Embaixada do Brasil em Lisboa.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura