Cultura

Exposição literária patente ao público em Moçâmedes

Maria Cavela | Moçamedes

Jornalista

A cidade de Moçâmedes alberga, desde ontem, a edição especial da Feira Provincial de Literatura do Namibe, inserida no âmbito das actividades enquadradas no Festival Nacional de Cultura (FENACULT) , com a participação de 28 expositores, representados pela biblioteca provincial do Namibe, parceiros, livrarias, escolas e alfarrabistas locais.

26/11/2022  Última atualização 09H55
Feira do Livro visa incentivar o hábito de leitura nas crianças, jovens e adultos no Namibe © Fotografia por: DR
O director do Gabinete Provincial da Cultura, Turismo e Ambiente no Namibe, Pedro Hangula, disse que o evento que vai decorrer até ao final do mês em curso, visa incentivar cada vez mais o hábito de leitura nas crianças,  jovens e adultos nos tempos de lazer, proporcionados pelas variadas instituições públicas e privadas da província.

Sublinhou que a adesão dos expositores e visitantes, representa para o Gabinete Provincial da Cultura, o ganho que a província vem conquistando no domínio da expansão literária, motivação do interesse pela leitura e no enquadramento dos mais novos nas mais variadas formas de preservar os bons hábitos culturais.

O enquadramento de demonstração e incentivo às pessoas com necessidades especiais, também faz parte desta edição que está a ser representada pelo Complexo Escolar do ensino especial da província. Segundo o representante, Tito Matias, a instituição leva ao conhecimento do público os meios e materiais didácticos usados em práticas lectivas dos alunos, dentro e fora da sala de aula.

Referiu que a demonstração concorre para a maior sensibilização de toda sociedade em compreender as pessoas com necessidades especiais e consciencializar a sociedade que o deficiente também pode desenvolver qualquer actividade prática social, apesar das restrições físicas e psico emocionais que possuem.

"Viemos apresentar o dia a  dia dos nossos alunos do ponto de vista educacional. Queremos mostrar à sociedade que é com o material de manuseamento físico, técnico e literário que damos sentido à vida deles para dar melhor compreensão e facilidade comunicativa na comunidade que se encontram inseridos”, frisou.

 

 

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura