Cultura

Exposição “Guardiões” é inaugurada hoje na capital

A exposição colectiva multidisciplinar “Guardiões”, do projecto Carvoeiros, uma curadoria do artista plástico Paulo Amaral, estará patente a partir de hoje, até 30 deste mês, no Instituto Guimarães Rosa - Centro Cultural Brasil Angola, reunindo obras de fotografia, pintura, artesanato, vídeo, instalação, xilografia, grafite, cinema e poesia.

09/11/2022  Última atualização 18H50
© Fotografia por: DR

O projecto Carvoeiros surge da necessidade de se abordar a questão da preservação das florestas por um ponto de vista, usando a arte e outras apresentações como meio de se atingir esse objectivo.

Novembro é o mês das florestas e essa homenagem acontece numa mostra representada por 14 artistas de diferentes disciplinas e algumas associações ambientais, que trazem toda uma série de temas adocicados ao desmatamento de terras causado pela produção de carvão, pela preparação das terras para a agricultura tradicional e pelo abate ilegal de árvores para comércio.

Obras de fotografia, pintura, artesanato, vídeo, instalação, xilografia, grafite, cinema e declamação de poesia na voz de vinte e duas escritoras de diferentes posições geográficas são as representações de galeria que podem contemplar nesta homenagem às nossas florestas, de que tanto dependemos para sobreviver.

O projecto contará com a presença de escolas de diferentes níveis e outras associações da sociedade civil, tem como objectivo interagir de forma a que as preocupações de desmatamento de terras sejam levadas à análise e interpretação para se tentar minimizar todo esse impacto ambiental, consciencializando assim as gerações mais novas e não só para esse mal de que todos somos responsáveis.

Este projecto é representado por duas exposições, uma no Camões - Centro Cultural Português, de 4 a 26 deste mês, e outra no Instituto Guimarães Rosa (ex-CCBA) a partir de hoje até ao final deste mês, onde a temática é, igualmente, associada à preservação das florestas mas por um outro ponto de vista denominada "Guardiões”.

O projecto está associado a toda uma série de trabalhos feitos a partir de resíduos sólidos reciclados em que o conceito é levar-nos à consciência de forma a impor-nos um sentido de responsabilidade tornando-nos a todos os protectores e responsáveis pela preservação das florestas incentivando-nos a todos a políticas de reflorestamento e educativas, para levarmos o mais longe possível a mensagem estarão representados entre as várias disciplinas para que num todo e em harmonia nos envolva nessa missão que é igualmente responsabilidade de todos nós

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura