Política

Exigido maior rigor aos comissários eleitorais

Alfredo Ferreira | Caxito

Jornalista

O presidente da Comissão Provincial Eleitoral (CPE) do Bengo, José Jamba, apelou, ontem, em Caxito, aos novos comissários municipais a terem maior responsabilidade no trabalho, aplicando o rigor na condução do processo eleitoral.

25/09/2021  Última atualização 05H40
Foram empossados 32 novos comissários municipais eleitorais © Fotografia por: Maria João | Edições Novembro | Bengo
José Jamba, que falava no acto de empossamento de 32 novos comissários municipais eleitorais, referiu que os visados têm a missão de acompanhar o Registo Eleitoral Oficioso, que decorre em todo o país.
Os novos comissários municipais eleitorais, que juraram cumprir com rigor, zelo e dedicação a missão que lhes foi confiada, vão, nos próximos dias, beneficiar de formação em matérias de eleições, para que estejam melhor preparados para o êxito do pleito eleitoral marcado para o próximo ano.

O presidente da CPE do Bengo sublinhou que, neste momento, os agentes de educação cívica, que já trabalharam nas eleições passadas, participam numa acção de formação e actualização de conhecimento sobre o trabalho a ser desenvolvido antes e durante as próximas eleições gerais.

"Mas isso não significa que já estão todos apurados para trabalhar neste processo de admissão”, alertou.No Bengo, cada uma das seis comissões municipais eleitorais é constituída por 17 membros, incluindo o presidente. No total, existem, na província, 102 comissários municipais eleitorais, e 17 comissários provinciais.

Na primeira fase do Registo Eleitoral Oficioso, na província do Bengo, o processo decorre nos municípios do Dande e Ambriz.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política