Mundo

Exército abate 50 insurgentes em ofensiva no Nordeste do país

O Exército do Burkina Faso anunciou, ontem, que matou pelo menos 50 “terroristas" na segunda-feira, em resposta a uma emboscada no Nordeste e uma operação no Sudoeste, informou a Lusa.

11/05/2022  Última atualização 07H25
Exército burquinabe rechaçou ataque de grupos rebeldes © Fotografia por: DR

Segundo um comunicado de imprensa do Estado-Maior," a unidade Garsi, Grupo de Vigilância e Intervenção de Acção Rápida,  de Barani reagiu a uma emboscada armada de várias dezenas de indivíduos a poucos quilómetros da localidade de Barakuy", na região de Boucle du Mouhoun (Noroeste).

 "A unidade, que rapidamente assumiu o controlo,  capturou os atacantes, neutralizando 40 terroristas, recuperou equipamentos de combate, depois de buscas após o ataque com apoio de meios aéreos",  diz a nota.

 Ainda na segunda-feira, "uma unidade do 22.º Regimento de Infantaria de Comando de Gaoua realizou uma ofensiva na saída de Djigoué (província de Poni, região Sudoeste)", segundo o corpo técnico.

 "A acção, realizada em coordenação com os Voluntários para a Defesa da Pátria,  Auxiliares do Exército (VDP) na zona, permitiu neutra-lizar 10 terroristas e recuperar as suas armas", detalha o comunicado de imprensa. Esta região do Sudoeste faz fronteira com a Costa do Marfim e Ghana.

 O Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, Coronel David Kabré, felicitou as tropas que desferiram um duro golpe nos grupos terroristas que actuam nestas zonas. O Burkina Faso é alvo de ataques terroristas desde 2015, perpetrados por movimentos armados, alguns dos quais afiliados à Al-Qaeda e ao Estado Islâmico, que deixaram mais de 2.000 mortos e 1,8 milhão de deslocados.

O novo homem forte do país, o tenente-coronel Paul-Henri Sandaogo Damiba, que derrubou o Presidente eleito do país, Roch Marc Christian Kaboré, em 24 de Janeiro, é acusado de ser ineficaz perante a recrudescimento das acções de grupos armados.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo